SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Esgoto chega a 612 residências em Sol Nascente; local tem 79 mil habitantes

Atualmente, cerca de 600 lotes são atendidos pela rede de esgoto. Caesb autorizou obras e deve expandir o serviço para 4.936 ligações até o fim de 2017

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/10/2016 09:51 / atualizado em 14/10/2016 10:00

Ao menos 612 proprietários de residências do Sol Nascente, em Ceilândia, conseguiram autorização do governo para receber ligação de esgoto em suas residências. As obras devem beneficiar a Quadra 34, no Trecho 1, 128 e 128-A, além de parte da 126, no Trecho 2. A ação beneficiará cerca de 2 mil pessoas. A região alçou o status de maior favela da América Latina e tem, atualmente, cerca de 79 mil moradores. Cerca de 600 lotes possuem a ligação hoje.

Leia mais notícias em Cidades

A Companhia de Saneamento Ambiental de Brasília (Caesb) apontou cinco exigências na concessão. A primeira diz que a ligação da casa deve ser feita na caixa de inspeção instalada pela companhia pelo tubo de espera da estrutura, sendo proibido quebrá-la para fazer outra entrada. A segunda é a obrigatoriedade do uso da caixa de gordura na saída de pia da cozinha. A terceira e a quarta são, respectivamente, as proibições de ligação da água da chuva à rede de esgoto e a ligação do esgoto à rede de água pluvial. Por fim, o morador deve aterrar a fossa da casa.

Cada um dos proprietários ou locatários tem até 30 dias para se adaptar após receber a notificação da empresa. As ligações custarão R$ 7,5 milhões aos cofres públicos. A expectativa da companhia é entregar mais 4.936 ligações até o fim de 2017. O sistema deverá encaminhar os esgotos para a Estação de Tratamento de Esgotos Melchior, em Samambaia.

Com informações da Agência de Brasília.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.