SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Com prisão de mais um médico, operação chega à Secretaria de Saúde

Agentes e promotores de Justiça fizeram buscas em locais que o médico Fabiano Duarte Dutra, preso por obstrução da Justiça, exerceu alguma função

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 21/10/2016 10:29 / atualizado em 21/10/2016 12:42

Thiago Soares

Ed Alves/ CB/ D.A Press
 
Policiais civis e promotores de Justiça cumpriem mandados de busca e apreensão na Gerência de Recursos Médicos Hospitalares (GERMH), na sede da Secretaria de Saúde, localizada na antiga Câmara Legislativa, na Asa Norte, na manhã desta sexta-feira (21/10). A ação faz parte da terceira fase da operação de combate a Máfia das Próteses, batizada de Mister Hyde. A 4ª Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde (PRO-SUS), da Promotoria de Defesa dos Usuários de Saúde (Pro-Vida) e a Delegacia de Combate ao Crime Organizado (Deco) estão a frente das investigações.

Leia mais notícias em Cidades

De acordo com o delegado da Deco Luiz Henrique Dourado, além da Gerência na Secretaria de Saúde também foram feitas buscas e apreensões em locais que o traumatologista e ortopedista Fabiano Duarte Dutra, preso na manhã desta sexta suspeito de destruir provas, exerceu alguma função. “Já estivemos também no escritório dele no Hospital Daher e também no escritório”, afirmou. Fabiano Duarte é coordenador técnico da ortopedia na Coordenação de Recursos Médicos Especializados da Coordenação de Atenção Especial à Saúde da Secretaria de Saúde do DF.

Ed Alves/ CB/ D.A Press


Funcionários da Secretaria de Saúde relataram que desde as primeiras horas do dia, agentes e promotores fazem buscas no prédio sede da pasta. A prisão do médico aconteceu às 8h15, em um apartamento da Asa Sul. Fabiano Dutra é acusado de obstrução da Justiça. Ele negou qualquer tipo de envolvimento com esquema e disse, ainda, que não destruiu nenhuma prova. Além do cargo na Secretaria de Saúde, o médico também atendia no Hospital Home, na L2 Sul, onde as equipes da Operação Mister Hyde também realizaram busca e apreensão hoje.

Após quase duas horas na sede da Secretaria de Saúde, os agentes levaram apreendidos documentos e computadores do setor em que o médico atua. Na ocasião também foram apreendidos novos dados do cirurgião Rondinelly Rosa Ribeiro, identificado quando foi deflagrada a operação policial. De acordo com o órgão, os acessos dos dois profissionais aos sistemas de informática foram bloqueados.

Ed Alves/ CB/ D.A Press


Por meio de nota enviada pela assessoria de imprensa, a Secretaria de Saúde informou que, diante das das denúncias, o servidor Fabiano Duarte Dutra será imediatamente exonerado do cargo de Coordenador de Ortopedia. “A Secretaria de Saúde reforça que, até o momento, não há qualquer indício, na rede pública de saúde, de práticas ilegais constatadas pela operação Mister Hyde. Por fim, a pasta esclarece que sua atuação é pautada pela transparência e colabora, de forma incondicional, com as investigações da Polícia Civil. Se algum tipo de irregularidade for constatada por parte de qualquer servidor, todas as providências serão tomadas”, informou o texto.

É a segunda vez que promotores de Justiça e policiais civis realizam busca e apreensão. A medida ocorreu na primeira etapa da investigação, em setembro, quando 12 pessoas foram presas.
 
Leia mais no CB Poder.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade