SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Desemprego no DF se mantêm estável em setembro, com taxa de 18,4%

Em agosto, o índice registrado foi de 18,5%. Setor de serviços foi o que mais contratou. Rendimento médio teve aumento discreto

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/10/2016 22:45 / atualizado em 26/10/2016 22:59

Alessandra Modzeleski - Especial para o Correio

Marcelo Ferreira/CB/D.A Press
 
 
A taxa de desemprego no Distrito Federal foi de 18,4% em setembro, contra 18,5% no mês anterior. O índice foi calculado na Pesquisa de Emprego e Desemprego da Companhia de Desenvolvimento do Distrito Federal (Codeplan), divulgada nesta quarta-feira (26/10).
 
 
O levantamento apontou um crescimento de 0,8 ponto percentual correspondendo nas contratações no setor de serviços, onde sete mil pessoas atuam. A quantidade de empregados domésticos no Distrito Federal representou um aumento de 7,2 ponto percentual em comparação a agosto — 6 mil pessoas a mais.

A pesquisa também avaliou o rendimento médio. Para os trabalhadores assalariados, a renda passou de R$ 3.055 para R$ 3.067, aumento de 0,4 ponto percentual. O rendimento das pessoas ocupadas que trabalham irregularmente também cresceu: passou de R$ 2.870 para R$ 2.874. Por outro lado, o rendimento de trabalhadores autônomos caiu de R$ 1.628 para R$ 1.590.

No setor privado, enquanto houve aumento de 4 mil postos de trabalho sem carteira assinada, registrou-se diminuição de mil cargos com carteira. A população economicamente ativa aumentou em 65 mil pessoas no mês.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade