Em missa especial, torcedores do Flamengo pedem ajuda a São Judas Tadeu

No dia do flamenguista, paróquia dedicada ao padroeiro do clube carioca deu uma bênção especial àqueles que ainda acreditam que o Fla pode levantar mais uma taça

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/10/2016 15:35 / atualizado em 28/10/2016 16:32

Helio Montferre/Esp. CB/D.A Press
 

Faltando apenas cinco rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro, e a seis pontos de distância do líder Palmeiras, muitos consideram a missão do Flamengo, de conseguir sagrar-se campeão, no mínimo, improvável. Talvez por isso, dezenas de torcedores rubro negros se reuniram nesta sexta-feira (28/10) na Igreja dedicada ao santo das causas impossíveis, na intenção de pedir aos céus que o tal "cheirinho de hepta" volte a exalar.

“Nosso Santo já nos ajudou em causas muito mais difíceis. Basta acreditar”, disse, animado, o padre responsável pela paróquia, Godwin Nnaemeka. Ao som do hino do clube carioca, cantado à capela e ecoando no templo, o religioso jogou água benta nos torcedores vestidos com a camisa do clube.

Para o padre, o único obstáculo que separa o Flamengo do titulo de campeão é o fato de o arcebispo de Brasília ser Palmeirense. “Mas não deixem de acreditar”, brincou Godwin arrancando risos dos fiéis. Segundo o religioso, todos os anos, na data que homenageia São Judas Tadeu, centenas de torcedores vão à igreja em busca de uma bênção para o time. “Decidi separar um horário para celebrarmos juntos esse momento”, completou.

O jornalista  César de Paula esteve na celebração, segurando uma imagem de santo poderoso. A estátua estava coberta pela bandeira do time. “Em 2009 eu vim para cá e fomos campeões. Este ano não será diferente”, disse otimista.  

A Igreja continuará recebendo Flamenguistas e todos os devotos de São Judas Tadeu neste fim de semana, com missas a cada duas horas em homenagem ao Santo. Neste sábado à noite, a partir das 19h, haverá uma festa para finalizar as comemorações.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.