SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Vídeo: ocupações impedem 3 mil de fazer o Enem no DF: provas serão adiadas

A tomada de sete instituições da rede pública obriga o Ministério da Educação a adiar as provas do Exame Nacional do Ensino Médio marcadas para esses locais. Dois câmpus da UnB estão ocupados

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 02/11/2016 07:00 / atualizado em 02/11/2016 10:20

Adriana Bernardes

 

O adiamento das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) afetará 3.178 alunos da rede pública do Distrito Federal, de um total de 167.821 inscritos. Eles fariam prova em uma das cinco instituições ocupadas em protesto contra a reforma do ensino médio e a PEC 241, que cria um teto para gastos públicos por 20 anos e pode congelar investimentos em saúde e educação — no total, restam sete centros de ensino tomados pelos estudantes. Esse grupo fará o teste somente em 3 e 4 de dezembro. Os demais participantes serão avaliados normalmente neste fim de semana.


Os mais de 3 mil alunos fariam o Enem no Centro de Ensino Médio de Taguatinga Norte (CEMTN); no Centrão, em Planaltina; nas unidades do Instituto Federal de Brasília (IFB) do Riacho Fundo I e de Samambaia; e no Centro de Ensino Médio 304 (Samambaia) (veja Balanço). Este último acabou desocupado no início da tarde de ontem, apesar de continuar na lista do Ministério da Educação.


O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) informou que os estudantes afetados pela medida receberão um aviso por SMS, e-mail e divulgação no site. O candidato também pode consultar a informação por meio do aplicativo Enem 2016 ou tirar dúvidas pelo telefone 0800 616161.

 

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui 

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade