SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Visitas continuarão suspensas até agentes encerrarem a greve

A greve foi iniciada em 10 de outubro e a segurança na área interna do sistema penitenciário está sob responsabilidade apenas dos agentes penitenciários que não aderiram ao movimento

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 02/11/2016 08:39

Familiares de presos no Complexo Penitenciário da Papuda só voltarão a visitá-los quando for encerrada a greve dos agentes de atividades penitenciárias. A informação foi passada pela Secretaria de Segurança do DF após a confusão na manhã desta quarta-feira (2/11) com a suspensão dos encontros com mães e mulheres de presos. Segundo a pasta, a medida foi tomada por questões de segurança.

 

A greve foi iniciada em 10 de outubro e a segurança na área interna do sistema penitenciário está sob responsabilidade apenas dos agentes que se mantiveram em seus postos de trabalho.  Na área externa das unidades prisionais, de acordo com a Secretaria,  o Patrulhamento Tático Móvel (PATAMO), o Batalhão de Choque e o 29º Batalhão de Polícia Militar fazem policiamento intensificado. O Corpo de Bombeiros e o Detran também estão no local, trabalhando de forma integrada com a PMDF.


Leia maias notícia em Cidades


Em nota, a pasta informou que a situação no Sistema Penitenciário do Distrito Federal , inclusive no Presídio Feminino do Distrito Federal - popularmente conhecido como Colméia -, está estabilizado. "Essa medida evitou não apenas que parentes se tornassem reféns, mas também impediu rebeliões dos custodiados, garantindo dessa forma a vida dos internos, de seus familiares e dos servidores."

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.