MC Bandida quer R$ 100 mil de edital público para livro sobre bumbum

Intuito da obra, segundo a autora, é "mostrar a valorização da mulher brasileira"; funkeira afirma que o projeto ainda está sendo formulado, mas já rechaça que ele possa servir para reforçar estereótipos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 03/11/2016 18:19 / atualizado em 03/11/2016 20:38

AFP PHOTO/PEDRO LADEIRA
 
 
Cem mil reais. Esse é o valor que a funkeira MC Bandida pretende arrecadar para escrever um livro sobre o bumbum das mulheres brasileiras. A brasiliense — cujo nome verdadeiro é Valéria Santana — vai tentar levantar a verba por meio de um programa de patrocínio cultural oferecido pelo Banco de Brasília (BRB). 

"Vai ser um livro sobre o bumbum, que é a especialidade das mulheres brasileiras. Eu quero mostrar os pontos turísticos do Brasil. Pretendo ir aos pontos mais emblemáticos, fazer fotos de biquíni e explicar um pouco de cada local. Além disso, pretendo entrar em contato com as Misses Bumbum de cada estado e posar para fotos ao lado delas", explica a cantora.
 
 
O intuito da obra, segundo a autora, é "mostrar a valorização da mulher brasileira". Bandida afirma que o projeto ainda está sendo formulado, mas já rechaça que o livro possa servir para reforçar estereótipos. "Vou bater muito na tecla da valorização. Sei que algumas pessoas vão criticar, mas isso é o de menos", disse. "Também vou incluir algumas modelos plus size, para mostrar que elas também valorizam seu corpo", completou.
 
A funkeira lembra ainda que esta é a segunda vez que ela tentará conseguir verba por meio de um edital público. Anteriormente, ela teve uma proposta para gravar um DVD rejeitada pelo Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal (FAC-DF). Desta vez, no entanto, Bandida afirma estar mais esperançosa. "Não custa tentar, não é?", finaliza.
 
Divulgação/Franklin Douglas Marques
 

Bumbum DF

Antes de lançar seu livro, a cantora será jurada do concurso Bumbum DF, que pretende escolher a bunda mais bonita do Distrito Federal. Candidatas de 18 a 50 anos foram pré-selecionadas e, no próximo domingo (6/11) serão avaliados pelo júri, que, além de Bandida, tará também a funkeira MC Jenny e o advogado Marco Vicenzo, conhecido como “Advogato de Brasília”. A final do concurso está marcada para dezembro.

Patrocínio Cultural

Quem assim como Bandida tem interesse em participar do programa de patrocínio cultural do BRB deve enviar seu projeto via Correios ao banco, até 11 de novembro. Cada proposta pode receber até R$ 100 mil. Para participar, é necessário ter uma empresa que desenvolva atividades compatíveis com a proposta. A lista com os projetos selecionados deve ser divulgada em 7 de dezembro e os contemplados terão até 31 de dezembro de 2017 para executá-lo. Confira o edital.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Flavio
Flavio - 04 de Novembro às 07:28
Duvido que o recurso seja concedido e, se o for, tenho certeza de que os responsáveis serão chamados a repor o dinheiro.