SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Botão de socorro para mulheres que sofrem violência será implantado em 2017

Promessa do governo é que o dispositivo seja inaugurado até o primeiro trimestre do ano que vem. Com o sistema, vítimas de violência doméstica poderão acionar a Polícia Militar quando sofrerem ameaças pelo agressor

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/11/2016 12:22

Um dispositivo móvel de socorro para vítimas de violência doméstica com medidas protetivas determinadas pela Justiça será implantado até 2017. Com o sistema, mulheres poderão acionar a Polícia Militar quando sofrerem ameaças pelo agressor. O chamado da mulher por meio do aplicativo aparecerá nas telas da Central Integrada de Atendimento e Despacho (Ciade), que recebe as ligações do telefone 190 da PM.

A Ciade acionará o batalhão da área que deverá deslocar uma patrulha para o local do chamado. A tecnologia utilizada nesse processo será a mesma do sistema de georreferenciamento usada em atendimentos às ocorrências no DF. Isso vai permitir saber, em tempo real, a exata localização da vítima.
 
A previsão é de que o projeto piloto para o uso e avaliação do dispositivo ocorra no primeiro trimestre de 2017. A primeira etapa, de acordo com o Governo do Distrito Federal (GDF), vai permitir a migração do banco de dados do TJDFT com as informações das vítimas e dos agressores para o sistema da SSP.

Segundo o coordenador dos Núcleos de Direitos Humanos do Ministério Público do DF e Territórios, Thiago Pierobom, todos os anos são requeridos 12 mil novos pedidos de medidas protetivas.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.