SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

GDF divulga notas de repúdio a atos de vandalismo na Esplanada

Quatro pessoas foram conduzidas à delegacia, cinco ocorrências de dano foram registradas na Polícia Federal. O Corpo de Bombeiros registrou 40 atendimentos, todos casos sem gravidade

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/11/2016 22:21 / atualizado em 30/11/2016 00:41


O governo de Brasília divulgou nota de repúdio a atos de vandalismo praticados durante manifestação na Esplanada dos Ministérios nesta terça-feira (29/11). "Destruir o patrimônio público, desrespeitar as instituições e agir com vandalismo não é, de modo algum, postura de quem quer se manifestar democraticamente", destacou o texto.
 
Segundo o governo, quatro pessoas foram conduzidas à delegacia, cinco ocorrências de dano foram registradas na Polícia Federal. O Corpo de Bombeiros registrou 40 atendimentos, todos casos sem gravidade.
 
 
Durante os protestos contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, que determina um teto para os gastos públicos durante 20 anos, e a medida provisória que propõe a reforma do ensino médio, carros foram quebrados e incendiados e prédios depredados. A portaria do Ministério da Educação ficou destruída. 
 
Leia a íntegra da nota:
 
"O governo de Brasília repudia os atos de vandalismo e de barbárie cometidos no decorrer do dia de hoje em frente ao Congresso Nacional e na Esplanada dos Ministérios.
 
Destruir o patrimônio público, desrespeitar as instituições e agir com vandalismo não é, de modo algum, postura de quem quer se manifestar democraticamente.
 
A Constituição garante o livre direito à manifestação, que deve ser preservado por todos os democratas.
 
A violência política é inaceitável e deve ser combatida.
 
As forças de segurança trabalharam de forma integrada. Quatro pessoas foram conduzidas à delegacia, cinco ocorrências de dano foram registradas na Polícia Federal. O Corpo de Bombeiros registrou 40 atendimentos, todos casos sem gravidade. A Polícia Militar agiu dentro dos padrões técnicos para o enfrentamento desse tipo de situação e procurou preservar o patrimônio e a segurança das pessoas.
 
As investigações de danos ao patrimônio e ações violentas seguirão a partir das imagens em posse dos órgãos de segurança."
  

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade