Justiça começa a promover audiências sobre máfia das próteses no DF

Juiz analisou questões colocadas pelos advogados de defesa dos suspeitos e ouviu testemunhas de acusação. As audiências devem continuar até o fim do mês

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/01/2017 16:10 / atualizado em 10/01/2017 18:08

A Justiça do Distrito Federal começou a marcar audiências sobre a máfia das próteses, investigada por meio da operação batizada de Mister Hyde. Na última segunda-feira (9/1), o juiz da 2ª Vara Criminal de Brasília analisou questões colocadas pelos advogados de defesa dos suspeitos e ouviu, ainda, duas testemunhas de acusação.


Leia mais notícias em Cidades

Como o número de pessoas a serem ouvidas, entre testemunhas de acusação, defesa e réus, é grande, o magistrado designou novas audiências para os próximos dias. Em 12, 13, 16 e 18 de janeiro, as audiências devem começar às 13h. Já em 19, 20, 27, 30 e 31, a partir das 9h. 

 

Operação Mr. Hyde 

A operação, que foi deflagrada em 1º de setembro de 2016, investiga o envolvimento de médicos, diretores de hospitais, funcionários e empresários do ramo de órteses e próteses em uma organização criminosa. As investigações iniciais apontavam o superfaturamento de equipamentos, a troca fraudulenta de próteses e até mesmo a realização de cirurgias desnecessárias em pacientes com o uso de material vencido. 

 

Médicos de diversos hospitais de referência na capital, ainda estão sendo investigados, numa operação conjunta do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios e Polícia Civil. Ao todo, devem ser ouvidas nesta fase de instrução cerca de 86 testemunhas entre acusação e defesa.  

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.