SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Bloco da Tesourinha não sairá no carnaval de rua de Brasília em 2017

Criador do grupo publicou texto nas redes sociais afirmando que a ausência na folia deste ano servirá para "refrescar a cuca e repensar a festa"

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 15/01/2017 18:40 / atualizado em 03/02/2017 12:43

Rodrigo Nunes/Esp. CB/D.A Press
 

O idealizador do Bloco da Tesourinha, Renato Fino, anunciou neste domingo (15/), por meio de uma de suas redes sociais, que o grupo não sairá em 2017. Segundo ele, o período será usado para "refazer as forças".

 

Leia mais notícias em Cidades

 

O Bloco da Tesourinha foi criado em 2007 e, à época, o objetivo era homenagear os 100 anos do frevo. Desde então, o bloquinho fez a alegria da criançada no Distrito Federal, transformando-se em uma das grandes atrações do carnaval de rua brasiliense.

 

A trilha sonora é formada por frevo e outros ritmos brasileiros, sob a condução de seu criador, Renato Fino. O nome do bloco faz homenagem ao ritmo pernambucano e às famosas ligações entre as partes leste e oeste de Brasília, desenhadas por Lúcio Costa e apelidadas de tesourinhas.

 

No comunicado, Renato destaca o desejo de voltar às ruas com o bloco em 2018. Confira o texto na íntegra:

"BLOCO DA TESOURINHA 2017 INFORMA:

Adoráveis foliões amantes do Tesourinha,

O bloco de carnaval mais querido, mais charmoso, mais animado, mais Brasília, mais alternativo, mais criançada da capital federal pede licença para refrescar a cuca, refazer as forças, repensar a festa neste 2017 e, por isso, não vai passar neste carnaval.

Criado em 2007 para homenagear o centenário do frevo, o Tesourinha sempre desfilou sem fins lucrativos e, portanto, sem patrocínio público ou privado, sendo apoiado apenas pelo Espaço Cultural Aberto Caldo Fino, onde nasceu.

Em seus começos desfilou arrastado pelo Quarteto de Saxofones Babando o Bambu e Convidados, tendo depois como banda oficial o Ventoinha de Canudo.

Em cada desfile conta sempre com o Grupo Passistas de Brasília, do querido mestre de frevo Jorge Marino, além de contar com as participações do Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro e Orquestra Alada Trovão da Mata, do Tamonoá, das Juvelinas e outros grupos.

Agradecemos o carinho, o amor, o respeito, o incentivo e a paixão que cada um tem pelo Bloco da Tesourinha, bem como o apoio que sempre recebemos das pessoas queridas que se juntam a nós para que o Tesourinha aconteça.

Brasília está rica em carnaval de rua e tenho certeza que outros blocos alternativos irão garantir a folia neste ano e o Ventoinha de Canudo vai nos arrastar em outras vias e folias.

Pois bem, neste 2017 o Tesourinha não vai passar, mas em 2018 esperamos recomeçar nossa linda festa de carnaval.

Um beijo de luz para todos e especialmente para a criançada que desfila com a gente.

Um MARAVILHOSO Carnaval 2017 para todos.

Até 2018.

Beijos

RENATO FINO."

Tags: carnavaldf
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.