Mais de 50 mil pessoas acompanham a Paixão de Cristo no Morro da Capelinha

Para garantir a segurança no local, foram mobilizados 600 policiais militares, 215 bombeiros e mais de 40 viaturas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/04/2017 17:21 / atualizado em 14/04/2017 22:19

Ed Alves/CB/ DA Press
 
Cerca de 55 mil pessoas acompanham a Via-Sacra do Morro da Capelinha, em Planaltina, nesta Sexta-feira da Paixão, segundo estimativa da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF). O calor e a umidade mínima prevista para 35%, de acordo com o Insituto Nacional de Metereologia (Inmet), não afastaram os fiéis que tiraram o dia para rezar e reviver as últimas horas da vida de Cristo. 
 

Todo ano a Via Sacra arrasta milhares de católicos morro acima, em Planaltina. Vendedores ambulantes aproveitam o dia de fé para lucrar um pouco. Crianças, adolescentes e idosos também participam não só acompanhando, mas fazendom parte do elenco de atores que compõem a encenação. Ao todo, 1,8 mil pessoas atuaram na apresentação.
 
Para acompanhar cada detalhe da encenação e se proteger do sol, tudo era válido. Sombrinhas, guarda-sol, cadeiras, toalhas e cobertores entendidos no chão. 

A visita ao Morro da Capelinha também é programa turístico. A dona de casa Maria das Graças do Nascimento, de 62 anos, mora na Paraíba e veio visitar a mãe, que vive em Planaltina. “Acho muito interessante a Via-Sacra, tudo muito bonito”, avalia ela, que já tinha acompanhado o espetáculo no ano passado.
 
 

Segurança 

Para garantir a segurança no local, foram mobilizados 600 policiais militares, parte deles de unidades especializadas como Rondas Ostensivas Táticas Motorizadas (Rotam), Patrulhamento Tático Móvel (Patamo) e Regimento de Polícia Montada (RPMon). A Polícia Militar do DF também contou com 20 viaturas e 13 motos. O Pelotão de Cavalaria faz a segurança nas encostas do morro, para evitar que a população circule por locais inadequados.

A Polícia Civil do DF conta com a Delegacia Móvel. Além disso, o Corpo de Bombeiros deslocou 215 militares e 21 viaturas. Os servidores estão a postos para atendimento médico. Na entrada principal do morro, foi montado o Posto de Comando Móvel.

É a primeira vez que Sullen Aguiar, 13 anos, participa do evento. Apesar de ter achado a subida cansativa, ela diz estar com muita expectativa. "Principalmente, para a parte da ressureição. Estou gostando muito", conta.

 

Julia Campos/Esp.CB/DA Press
 


Dona Liduína Venâncio, 66 anos, saiu de Santa Maria com uma excursão de 16 pessoas. Ela conta que estava tão ansiosa para chegar que nem almoçou. "É lindo demais! A gente sobe o morro e parece que nem sente. É uma demonstração de penitência e fé. Eu amo", declara.


Nascida e criada em Planaltina, a assistente de contas médicas, Cristiane de Araújo, 32 anos, procura desde os 9 acompanhar o evento. "Não vim poucas vezes. Para mim é muito importante, pois é um momento para refletir e entender o que Jesus passou para nos salvar", explicou.

 

A encenação iniciou por volta das 15h40 na parte debaixo do morro. De acordo com que as cenas aconteciam, os fiés subiam. O público com os olhos atentos e bastante emoção, assistiu às 19h20 Jesus ser cruxificado. Depois houve uma pausa na encenação para que a ressureição fosse montada. A banda do evento fez um momnbeto de louvor que animou todos os presentes. Próximo às 20h, o momneto mais aocnteceu. Cristo ressuscitou ao lado de uma imagem de Nossa Senhora de Fátima com, aproximadamente, 10 metros de altura. 

WhatsApp

Uma novidade neste ano é o serviço de WhatsApp para localização de crianças perdidas. A exemplo do carnaval, o número do SOS Criança serve para alertar as autoridades sobre ocorrências de desaparecimento. O telefone é o (61) 99212-7776. Quem encontrar uma criança perdida deve tirar uma foto do rosto dela, enviar uma foto para este número de WhatsApp e entregá-la a um agente público, que também deve ser identificado na imagem, com nome, patente e a corporação a qual pertence. 

Ressurreição

O ponto alto da encenção foi a ressurreição de Cristo, que aconteceu no início da noite. Os ornigazadores não pouparam esforços para emocionar o público. Para a surpresa dos fiéis, no momento em que Jesus tornava à vida, uma imensa imagem de Nossa Senhora de Fátima surgiu, para celebrar os 100 anos da aparição da santa. 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.