Mulher tem faca apontada para o peito em tentativa de assalto na Asa Norte

A vítima foi abordada por volta das 0h30 desta segunda-feira (17/4), após estacionar o carro na residencial da 215 Norte

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 17/04/2017 20:14 / atualizado em 17/04/2017 21:25

Minervino Junior/CB/D.A Press
 
Moradores da residencial da 215 Norte ficaram assustados com a ação de um criminoso. Por volta de 0h30 desta segunda-feira (17/4), uma mulher foi ameaçada com uma faca por um assaltante no momento em que estacionava o carro. O homem tomou a chave do veículo da vítima e outros pertences e só não conseguiu levar o carro porque vizinhos perceberam a ação e gritaram por socorro.


A vítima, que preferiu não se identificar, tinha acabado de chegar de uma viagem a Goiania durante o feriado da Semana Santa. Ela contou que, antes de estacionar, circulou a quadra à procura de uma vaga. "Manobrei o carro e comecei a tirar os meus pertences. Entre eles, uma mala e uma mochila. Quando já estava fechando o veículo, vi esse rapaz se aproximando. Ele estava conversando no celular, pensei que era um morador e ainda dei boa noite. Nesse momento, ele apontou a faca para o meu peito e já pediu a chave. Minha única reação foi entregar o que ele pediu e me afastar", disse.

Depois disso, a vítima correu em direção a um bloco residencial pedindo por socorro. Foi nessa hora que moradores da quadra apareceram nas janelas e começaram a gritar. "Todos gritaram e, com isso, ele se assustou e acabou abandonando o carro, correndo em direção ao Eixão Norte. Foi assustadora a situação, nunca tinha me ocorrido algo parecido", lembra.

A vítima e outros moradores da quadra tentaram alertar a Polícia Militar por meio do 190, mas não obtiveram sucesso. "Ninguém atendeu a ligação. Achei isso um absurdo. Tentei ligar até ao menos 2h30, quando desisti", conta a mulher.
 
Em nota, a Secretaria de Segurança Pública e da Paz Social (SSP-DF) informou que Central de Atendimento registrou 181 ligações entre 0h e 2h desta segunda-feira. Desses, 48 foram despachados e policiais deslocados a duas ocorrências de roubos com uso de faca na região. Três suspeitos foram encaminhadas à Delegacia de Polícia. A pasta acrescentou que, como no horário em que a vítima ligou o fluxo de atendimentos era intenso, é possível que por isso não tenha tido sucesso no contato pelo número.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Marcus
Marcus - 18 de Abril às 10:08
dar desculpa,dizendo que atenderam 181 chamadas.Chega de viver no país da mentira! Não atendem as ligações de emergência.Pra que serve isso?se não querem trabalhar,desative isso.