Campus Party: Brasília sedia maratona de inovação e tecnologia

Pela primeira vez, Brasília irá receber a Campus Party, evento geek voltado para tecnologia que já teve 10 edições em São Paulo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
Flávia Quadros/Divulgação

O mundo geek desembarca em Brasília na primeira Campus Party na capital federal. Ao longo de 10 edições em São Paulo, o evento, conhecido mundialmente, recebeu cerca de 900 mil visitantes e passou a se espalhar por outras cidades do país. A edição brasiliense promete mais de 750 horas de atrações do universo digital de hoje a domingo, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. "Países inteligentes" é o tema desta edição, que levará os participantes a uma viagem ao futuro com painéis sobre a chegada dos robôs aos postos de trabalho dos humanos, a jornada de astronautas rumo a Marte e também o papel dos cidadãos para tornar uma cidade inteligente.
 

Rotular a Campus Party, segundo o diretor-geral, Tonico Novaes, é difícil. Mas, para aqueles que nunca ouviram falar na feira, Novaes a define como um “grande acontecimento, onde jovens de 18 a 90 anos se unem para buscar soluções tecnológicas para uma sociedade”. “É uma grande troca de experiências, em que as pessoas aprendem e ensinam o tempo todo”, afirma. Segundo o diretor, o principal legado que o evento deixa às cidades em que passa é conectar o empreendedorismo com investidores. “Fazemos com que empresas olhem para startups e para esses jovens que têm alto poder de criatividade.”

Em novembro, Brasília recebeu o Campus Day, versão pocket, como aquecimento para o evento deste ano. Os ingressos para o encontro estão esgotados e a expectativa é de que cerca de 4 mil “campuseiros” acampem no espaço e aproveitem a programação durante os cinco dias. O analista de sistema José Roberto Pereira, 40 anos, foi o primeiro a pegar a credencial do evento. Após participar cinco vezes em São Paulo, em outras edições, ele relatou que é um privilégio receber a feira na capital. “É uma experiência única. A programação sempre surpreende e nós fazemos muito networking. Esse é um dos pontos principais”, disse o veterano.

Para quem não garantiu a entrada paga, existe a Open Campus, com programações abertas e gratuitas ao grande público. Mais de 40 mil pessoas devem circular na feira, segundo os organizadores. Os visitantes poderão assistir a uma disputa entre robôs em um torneio de hóquei com oito times. Além disso, a área aberta terá simuladores de realidade virtual. O participante terá a experiência de se sentir em um helicóptero, em um carro de corrida, em uma asa delta ou até em um carrinho de rolimã.

A Campus Party trará ainda ideias e tecnologias que podem, em breve, fazer parte do cotidiano. Toda a área de empreendedorismo do evento será gratuita e terá palestras, workshops e exposição de startups ligados às áreas de saúde, mobilidade urbana, financeiro, alimentação, entre outros. Aqueles que forem à Campus Party poderão também experimentar aparelhos de universitários que desenvolveram protótipos em projetos acadêmicos. Para fãs do cinema, um dos destaques da área de exposições será uma réplica do DeLorean do filme De Volta para o Futuro. Outra atração da área aberta ao público será a segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Corrida de Drones. Pilotos de diversas unidades da Federação deverão cumprir desafios e completar voltas com o drone. A competição ocorre durante três dias.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.