Após sensação térmica de 2°C, voluntários fazem casinhas para cães de rua

Grupo de protetores dos animais arrecadam caixas de papelão, cola, tapetes, fita adesiva e ração para animais de rua durante o inverno

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/07/2017 15:13 / atualizado em 11/07/2017 18:24

Daniel Oliveira/Divulgação
O inverno tem castigado os brasilienses, que vivenciaram, na semana passada, depois de muitos anos, a sensação térmica de 2ºC. A friaca levou muita gente a tirar o cobertor e o agasalho do armário, e quem tem um animal de estimação em casa, correu para os Petshops em busca de roupinhas, na intenção de manter o bichinho aquecido. Pensando nos animais de rua, um grupo de voluntários começou a confeccionar casinhas de papelão e distribuiu em diversos pontos do Distrito Federal e Entorno. Os primeiros abrigos já foram espalhados em praças e paradas de ônibus da Santa Maria, Gama e Valparaíso de Goiás e têm conquistado o coração dos amantes dos pets.
 
 
A ideia surgiu a partir da boa vontade da estudante de gastronomia Juliana Karolynne Sousa Rocha, 18 anos, que, junto de outros membros protetores dos animais da cidade, resolveram se reunir para construir as casinhas. Um post no Facebook foi o suficiente para recrutar mais de 30 voluntários dispostos a ajudar. Em uma hora e meia, eles confeccionaram 30 casinhas, algumas são capazes de abrigar até dois cachorros. 

Daniel Oliveira/Divulgação
Dentro das casinhas de papelão foram colocados cobertores, ração, água e um apelo para que a população não só respeite, mas ajude a proteger os cachorros que passam frio na rua. "Aqui dorme um animal de rua, favor respeite este espaço", diz o pedido colado em cada uma das casinha. "A intenção, além de fazer o projeto migrar para outras cidades, também é tentar conscientizar a comunidade a sempre que ver um cachorro de rua respeitar o espaço, não destruir as casinhas e ajudar com água e ração", diz um dos idealizadores do projeto, Daniel Oliveira, que reforça a preocupação em manter as casinhas nos locais onde foram colocadas.

"Queremos que esse seja um projeto não só da Santa Maria. A gente pretende expandir ele por todo o DF", aspira Juliana. O projeto, que foi batizado de Casinha Aumiga, já tem página nas redes sociais e data para o próximo mutirão de voluntários, que vai acontecer no próximo fim de semana em Santa Maria e no Gama. "Eu espero que esse projeto sirva para as pessoas criarem mais sensibilidade e passarem a ver os animais de rua com outros olhos", conta.

O grupo ainda precisa de doações de papelão, tapetes, cola e ração, além da ajuda de voluntários dispostos a confeccionar os abrigos. Mais informações pelos telefones (61) 99290-7618 e (61) 99237-0220 e na página do Facebook criada para a causa.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
filomena
filomena - 11 de Julho às 15:45
Essa e' uma grande ideia! finalmente agumas pessoas se concientizaram do sofrimento do animal abandonado. Deus os guie e proteja