Prata da Casa: jovem violinista persegue o sonho de estudar na Alemanha

Rubens Henrique, 16 anos, se destacou em projeto de música da Secretaria de Educação e, agora, aprimora seu talento ao lado da violoncelista Hellen Kathleen, 17, e a cantora erudita Manuela Korossy, 15

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/07/2017 11:29

Luis Nova/Esp. CB/D.A Press
 
Apaixonado por instrumentos musicais desde pequeno, Rubens Henrique Martins Moura, 16 anos, se lançou na música bem cedo, aos 12 anos, no Centro de Ensino Fundamental 11 do Gama. Com a supervisão dos professores da escola, entrou em contato com diferentes instrumentos, como o trombone, a percussão e as flautas doce e transversal.

O caminho do adolescente, porém, tomou rumo certo com a chegada do professor de música da Secretaria de Educação Thiago Francis, que o apresentou ao violino. Francis conta que logo percebeu o talento do jovem. “Na escola, tem um projeto de música que faz parte da grade curricular. Lá, conheci pessoas talentosas, como o Rubens. Esse menino sempre mostrou muita aptidão para a música”, lembra.
 
 

No projeto, Rubens aprendeu não só a tocar, mas também a confiar no seu talento e a sonhar alto. “Eu tenho um sonho, que é ir para a Alemanha e estudar violino lá”, diz o jovem, com brilho no olhar. Para chegar lá, no entanto, faltava algo crucial: um instrumento de qualidade com o qual pudesse praticar e aprimorar sua técnica.

De origem humilde, filho do pedreiro Ismael Leite, 39 anos, e da diarista Jaciara Moura, 33, Rubens não tinha condições de ter o próprio instrumento e, por isso, sempre tocava com um violino simples, emprestado da escola. Acreditando em seu potencial, admiradores e amigos do rapaz organizaram um “cozido musical” com o objetivo de arrecadar o dinheiro necessário para realizarem esse sonho — e conseguiram!

Um violino e um trio musical


Agora, quatro anos depois de se interessar pela música, Rubens Henrique ganha seu primeiro violino, vindo justamente da Alemanha, país onde deseja estudar. A empolgação claramente domina o rapaz, que não larga o instrumento e aprimora ainda mais a técnica se apresentando ao lado da violoncelista Hellen Kathleen, 17 anos, e a cantora erudita Manuela Korossy, 15. “A Hellen tem uma história muito parecida com a de Rubens”, conta o professor Francis.
 
Luis Nova/Esp. CB/D.A Press
 

A menina explica: "Eu  comecei no Projeto Música e Cidadania", conta, referindo-se a uma iniciativa apoiada pelo Exército Brasileiro. "Depois, fiz a prova da Escola de Música de Brasília e passei em primeiro lugar", completa. Na busca constante por se tornar cada vez melhor, Hellen acabou conhecendo seus dois companheiros de apresentação. “Ficamos amigos”, diz, a garota tímida, que ganhou seu violoncelo de surpresa, graças à ajuda recebida por Rubens. 

A mais tímida dos três, Manuela conheceu Rubens no coral infantil da Escola de Música. “Ficamos amigos, gostamos dos mesmos tipos de música.” Os três não podiam combinar mais. Mais que uma obrigação, a música é um grande prazer, capaz de fazê-los passar horas a fio, noites adentro, ensaiando e elaborando arranjos. "Acabou que deu certo e nos empolgamos. Cada música nova que aprendemos é um tipo de diversão diferente”, diz Manuela.

* Estagiária sob supervisão de Humberto Rezende. 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Jean
Jean - 14 de Julho às 13:12
Que maravilha!!!! Desejo sorte e sucesso ao rapaz,ele tem aptidão e este é o caminho dele, boa sorte, e ele vai conseguir é só uma questão de tempo, a Alemanha será a sua segunda casa, parabéns.