Nova onda de frio derruba temperaturas no país: DF deve registrar 9ºC

Segundo meteorologistas, a massa de ar polar deve fazer as temperaturas cairem gradativamente, chegando aos 9°C na quinta-feira (20/7). Até lá, as mínimas nos termômetros da capital do país podem variar entre 11ºC e 13ºC

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 17/07/2017 07:31 / atualizado em 17/07/2017 07:49

Antonio Cunha/CB/DA Press


A forte massa de ar polar que já causou recordes de temperaturas mínimas na Argentina deve derrubar as temperaturas ainda mais a partir desta segunda-feira (17/7) no Brasil. Quem já estava sentindo um pouco de alívio aqui no Distrito Federal, por conta das temperaturas um pouco mais elevadas ao longo da semana passada e neste fim de semana, principalmente durante as madrugadas, deve reservar bons cobertores e casacos para suportar a queda das temperaturas nesta semana.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a sensação será a mesma sentida há cerca de 10 dias. De acordo com os meteorologistas, por conta dos ventos mais fortes, o brasiliense deve sentir ainda mais frio. As temperaturas vão caindo gradativamente e a expectativa é de mínima de 9°C na quinta-feira (20/7). Até lá, as mínimas nos termômetros da capital do país podem variar entre 11ºC e 13ºC.

A massa de ar veio do Polo Sul, passou pelo Chile, Uruguai e, por último, pela Argentina, derrubando as temperaturas. Em Bariloche foram registradas as temperaturas mais baixas do país dos hermanos, com média de -25.4°C. Massas como esta, segundo o Inmet, são características do inverno e devem continuar atuando no país neste mês. No DF, a previsão do Inmet é de que o frio permaneça até pelo menos a segunda semana de agosto. Segundo o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Cptec/Inpe), nas áreas de serra do Rio Grande do Sul e Santa Catarina haverá condições para formação de geada e até neve em alguns pontos isolados, além de possibilidade de ventos fortes e risco de mar agitado.

A chegada da frente fria traz possibilidade de neve para a região da serra de Santa Catarina, segundo o Inmet. A partir da terça-feira, a massa de ar polar se aproxima do sudeste e do centro-oeste do país.

Dia de sol

O cenário será diferente do que foi registrado ontem. O céu azul e a temperatura amena tiraram as pessoas de casa. A ciclovia do Eixo Monumental estava movimentada e houve quem se animasse a levar o cachorro para caminhar usando pouca roupa, cena rara nas últimas duas semanas em Brasília, quando o frio impôs um visual com casacos, gorros e cachecóis. O sol predominou em boa parte do dia. Na madrugada, a temperatura mínima ficou em 12ºC e, à tarde, os termômetros chegaram aos 25ºC. A umidade relativa do ar ficou entre 30% e 80%.

Segundo o Inmet, a temperatura hoje deve variar entre 11ºC e 24ºC e a umidade deve ficar entre 85% e 35%. A previsão é de sol com poucas nuvens e nenhuma possibilidade de chuva. Para amanhã, a mínima pode ser de 11ºC e a máxima, de 23ºC. A umidade relativa do ar fica entre 70% e 30%.

Com informações de Thiago Soares

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.