Polícia Civil prende os dois suspeitos de matar servidora na Asa Norte

Escoltados por agentes, os supostos assassinos chegaram à 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte), por volta das 18h50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/08/2017 19:16 / atualizado em 09/08/2017 21:54

PCDF/Divulgação

Os dois suspeitos do latrocínio (roubo com morte) da servidora temporária do Ministério da Cultura Maria Vanessa Veiga Esteves, 55 anos, foram presos na noite desta quarta-feira (9/8). Ainda no fim da tarde, a Polícia Civil do Distrito Federal havia conseguido identificar os dois criminosos por meio de vídeos das câmeras de segurança da quadra.

 

Leia mais notícias em Cidades

 

Escoltados por agentes, os supostos assassinos chegaram à 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte), por volta das 18h50. Maria Vanessa Veiga Esteves, 55 anos, foi assassinada na noite de terça-feira (8) na 408 Norte. O crime aconteceu por volta das 23h, quando a estudante de mestrado da Universidade de Brasília (UnB) e servidora temporária do MinC estacionava em uma vaga pública da quadra em que morava.

 

Os policiais encontraram os suspeitos em um apartamento na Quadra 208 da Asa Norte. Duas pessoas foram presas e um adolescente apreendido. Com eles, foram encontrados os pertences da vítima.

 

A Polícia Civil encontrou a bolsa e os pertences de Vanessa em um contêiner de lixo na frente do prédio comercial da 208 Norte, onde fica a quitinete na qual os três suspeitos foram encontrados e presos em flagrante. Dentro do imóvel, a polícia também encontrou a faca utilizada no crime. Segundo a PCDF, o adolescente de 15 anos desferiu a facada contra a vítima. Ele será encaminhado à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA).

 

 

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
FERNANDO
FERNANDO - 10 de Agosto às 07:48
Meu Deus quando vão mudar nossas leis, até quando os familiares vão chorar por perdas como essa ou pior? aqui se copia muito dos Estados Unidos, menos as leis.
 
filomena
filomena - 09 de Agosto às 21:03
Esses bandidos merecem a morte, nao importa que sejam menor, eles nunca vao se emendar. Quantas pessoas morrerao nas maos desses demonios? pelo menos prisao perpetua para proteger a sociedade de cair nas maos imundas desses satanazes.
 
estevao
estevao - 09 de Agosto às 20:49
Parabéns à PCDF. Pelos trabalhos merece o reconhecimento do Governador e sua reestruturação.
 
Sérgio
Sérgio - 09 de Agosto às 20:14
Parabéns pela captura dos marginais! sobre o policiamento ostensivo a coisa tende a piorar! A PMDF está com efetivo baixíssimo, os policiais militares estão em sobre carga máxima. Aliás, PMs que também pagam impostos e se duvidar muito mais alto do que muito hipócrita que vive dizendo que paga os salários dos PMs, ou seja, o PM está pagando imposto pra pagar o próprio salário. Solução? está óbvio! atualmente a PMDF conta com pouco mais de 10 mil PMs para atender todo o DF e se duvidar, inclusive o entorno. O efetivo era pra contar com quase 19 mil PMs. O déficit está beirando a absurdos 8 mil PMs. Pra completar toda bagunça, Rollemberg havia anunciado míseras 2 mil vagas através de concurso, o que segundo ele, não será feito porque não tem dinheiro. Ou seja? é cada um por si, Deus por todos e a PM tentando fazer sua parte. Boa sorte!
 
Adeilsa
Adeilsa - 09 de Agosto às 19:30
Quem vive se gabando que ainda não foi assaltado.