Mãe faz 'vaquinha' na internet para conseguir enterrar o filho

Criança morreu em um hospital de Sobradinho após uma infecção. Desde o nascimento, o bebê permanecia internado no local. A família precisa de R$ 4.219 para custear o enterro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 23/08/2017 07:40 / atualizado em 23/08/2017 11:27

Nascido no Hospital Regional de Sobradinho-DF (HRS) em julho de 2015, o bebê Miguel, filho de Angelica Santos, tinha uma sequela neurológica e faleceu no dia 16 deste mês, após uma infecção. A mãe agora precisa de ajuda para custear as despesas do sepultamento e, para isso, organizou uma vaquinha on-line. 

 

Leia mais notícias em Cidades

 

Miguel morava no hospital desde o nascimento e Angélica lutava na Justiça pelo Home Care, que é uma assistência médica doméstica. A criança, no entanto, nunca chegou a ser levada para casa. De acordo com Angelica Santos, a família precisa de R$ 4.219 para custear o enterro até o dia 30 deste mês. O corpo do bebê está no Instituto Médico Legal (IML).

 

Segundo Angélica, o governo arca com as despesas do sepultamento, mas, depois de cinco anos, o corpo é exumado e recolhido em um ossário coletivo. "Quero enterrá-lo de forma digna. É um direito meu. Ele já sofreu muito enquanto era vivo e eu também", lamentou.

 

Para ajudar, basta acessar o site ou fazer um depósito bancário.

 

Como ajudar

 

Caixa Econômica

Titular: Graciela Nunes Carvalho

Agência: 0002

Conta: 0092-5

Operação 013 (Poupança)

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.