Família morre após ser atropelada por um adolescente no Gama

Segundo a Polícia Militar, o jovem apresentava sinais de embriaguez e carro que ele conduzia capotou após se chocar com um poste e atingiu a família de cinco pessoas que andava pela pista de cooper

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/08/2017 09:35 / atualizado em 27/08/2017 19:18



Duas mulheres e um bebê de seis meses morreram na manhã deste domingo (27/8) após serem atingidas pelo carro de um adolescente no Gama Oeste. De acordo com a Polícia Militar, o veículo capotou após se chocar com um poste e atingiu a família de cinco pessoas que andava pela pista de cooper da Quadra 24.

 

As mulheres e o bebê morreram no local do crime. O idoso chegou a ser levado ao hospital pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e a primeira informação da Polícia Militar do DF constava que o avô da criança, Mun Sun Go, havia morrido. No entanto, o subtenente Erivelton da Silva informou, por volta das 11h, que o idoso havia sido socorrido e está em estado estável no Hospital Regional do Gama (HRG). Uma criança de 2 anos sobreviveu e foi levada também ao hospital, com pequenas escoriações.

PMDF/Divulgação


As vítimas foram identificadas como Ruth Ester de Jesus Carvalho, 22 anos, e Gabriela de Jesus Carvalho, 19. Moradores da região afirmaram que a família é bastante reservada e o idoso não era brasileiro, mas coreano.

 

Uma vizinha que não quis identificar diz que eles faziam esse trajeto diariamente para ir ao comércio e resolver outros afazeres. "De manhã ou tarde, sempre passavam por aqui. Fico imaginando se isso acontece durante a semana, várias pessoas fazem caminhada", relata. 

 

Vanessa Quintino, 20 anos, mora em frente ao local do acidente. Ao ouvir um barulho forte, saiu junto com outros vizinhos para ver o que tinha ocorrido e presenciou a cena. "Tinha muita poeira e uma criança em pé sozinha. Segurei ele para não ir na pista e para não ver a a situação das duas mulheres. A única coisa que dizia era carro", contou. 

 

Leia mais notícias em Cidades 

 

PMDF/Divulgação



O jovem, que apresentava sinais de embriaguez, tentou fugir, mas foi detido próximo a um matagal. De acordo com a corporação, ele foi encaminhado para 20ª Delegacia de Polícia (Gama). Por se tratar de um menor de idade, a ocorrência está sendo registrada na Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA). O adolescente tem antecedentes por roubo e está sob investigação de homicídio.

Reprodução/Arquivo pessoal

A polícia confirmou o estado de embriaguez do jovem e também a informação de que o carro um Hyundai Azera, de cor preta, placa JIY 3006 DF, era de propriedade do pai do jovem.

 

Devido ao acidente, o trânsito ficou interditado e a Companhia Energética de Brasília (CEB) foi até o local por conta do poste que foi danificado. A Polícia Militar do DF ficou no local aguardando a perícia. 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Jose
Jose - 28 de Agosto às 13:31
Menor de idade pode sofrer no máximo medidas socio-educativas. Impunidade garantida por lei.
 
Ivan
Ivan - 28 de Agosto às 11:33
Três mortos. Dois feridos. Causados por um menor embriagado, com ficha por roubo e homicídio. O Estado não vai procurar a família dos que morreram para prestar-lhes auxílio de qualquer natureza, porque "isso acontece todo dia..." Mas os DIREITOS HUMANOS vão procurar o adolescente criminoso e oferecer ajuda, sob o argumento de que ele é vítima da sociedade. Quanto tempo isso vai durar? Quando vão mudar esta legislação fraca e desumana, que condena as vítimas e favorece os criminosos? Ser menor de idade não justifica este criminoso ser tratado com privilégios. A ficha criminal dele diz tudo!
 
ROBERTO
ROBERTO - 28 de Agosto às 11:06
pena de morte é pouco pra esse bandido.
 
LUIZ
LUIZ - 28 de Agosto às 10:43
Segundo a Érica Kokay e o secretário Aurélio , o ser análogo à um bandido (menor infrator) não matou a família, ele apenas cometeu um ato infracional análogo a atropelamento seguido de morte, e não era uma família, mas sim seres análogos à humanos, então não houve crime algum, apenas uma simples infraçãozinha...
 
Flavio
Flavio - 28 de Agosto às 10:22
Não vai dar em nada, pois o motorista embriagado é DIMENOR. O E.C.A. protege esses "menores".
 
Aristeu
Aristeu - 28 de Agosto às 10:16
Mais lamentável ainda que o chamam apenas de "jovem"! Quem são os pais, de quem é o carro?
 
cleyvisson
cleyvisson - 28 de Agosto às 09:18
E agora, população, o que o seu senso de justiça diz para fazer???
 
ROBERTO
ROBERTO - 28 de Agosto às 00:15
Comedia viu esse pai deixar o bebezinho dele dirigir!!!
 
ROBERTO
ROBERTO - 28 de Agosto às 00:09
Parabéns ao pai desta CRIANCINHA que saiu dirigindo o carrinho do PAPAI,eu por fato assim que eu tenho NOJO do Brasil.Uma criança que ainda usa FRADAS sair dirigindo.
 
ROGERIO
ROGERIO - 27 de Agosto às 19:09
Que Deus conforte essa família. Quanto ao "adolescente" ladrão e homicida, faço votos que encontre logo o que procura.
 
João
João - 27 de Agosto às 13:09
Meus sinceros sentimentos a família pela perda irreparável! Infelizmente, estamos no Brasil, onde existe um ECA que, em vez de proteger menores carentes, faz é proteger menor infrator!