Rodoviários suspendem greve, mas podem retomar paralisações nesta semana

Apesar disso, coletivos só voltarão a circular amanhã. Nova negociação ocorrerá no TRT do DF, na próxima quarta-feira

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/08/2017 17:45 / atualizado em 28/08/2017 18:01

Antonio Cunha/CB/D.A Press


Os rodoviários decidiram finalizar a greve iniciada às 6h da manhã desta segunda-feira (28/8). Em negociação no Tribunal Regional do Trabalho do Distrito Federal, a categoria optou por suspender a paralisação até uma nova rodada de negociações, que ocorrerá às 9h30 desta quarta-feira (30/8). 
 
 
O Sindicato dos Rodoviários do Distrito Federal (Sinttrater/DF) informou, no entanto, que os coletivos só voltarão a circular na manhã de terça (29). Em nota à imprensa, o Sinttrater/DF informou que a paralisação tem como objetivo "cobrar que o GDF e empresários do setor de transporte cumpram com a promessa feita há mais de 30 dias, que visa à valorização do trabalho prestado pela categoria".
 
Os rodoviários reivindicam reajuste de 10% nos salários. Em julho, após paralisação, a categoria decidiu aceitar a proposta de reajuste de 4% oferecida pelo governo e dar uma trégua de 30 dias para que as negociações do ganho real pedido pela categoria fossem atendidos.
 
Durante a tarde, a Procuradoria-Geral do Distrito Federal emitiu uma liminar garantindo o funcionamento de 100% da frota de ônibus no DF nos horários de pico e 50% nos demais horários. Com a decisão do juiz Carlos Fernando Fecchio dos Santos, da 4ª vara de Fazenda Pública do Distrito Federal, o Sinttrater/DF teria que restabelecer imediatamente o serviço de ônibus, sob pena de multa diária estipulada em R$ 1 milhão. Para o magistrado, as empresas não podem paralisar as atividades que contrataram com o poder público. 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.