Virada do Cerrado tem feira de artesanato, palestras e mutirão de limpeza

O evento leva educação ambiental aos brasilienses. Na manhã deste sábado (2/9) o professor da Universidade de Brasília (UnB), Irineu Tamaio, fez uma palestra sobre conscientização ambiental no parque

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 02/09/2017 11:34 / atualizado em 02/09/2017 12:15

Hugo Gonçalves/Esp.CB/D.A Press
Um grupo de 20 pessoas se reuniu na manhã deste sábado (2/9) para um mutirão de limpeza em uma área pouco conhecida do Parque Olhos D'Água.  "O intuito é transformar a área em um anexo onde as pessoas tenham acesso a outras atividades de lazer", explica o integrante do grupo de moradores da Asa Norte Coletivo 416 e um dos mentores do movimento, Ronaldo Weigand. O evento faz parte da programação Virada do Cerrado que, neste ano tem como tema a água. 
 

Ronaldo Weigand explica que, junto com o grupo Virada do Cerrado e a Sociedade Amigos do Parque Olhos D'Água, foi organizada a programação de atividades da Asa Norte. O evento leva educação ambiental aos brasilienses. Na manhã deste sábado (2/9) o professor da Universidade de Brasília (UnB), Irineu Tamaio, fez uma palestra sobre conscientização ambiental no parque. 

A advogada Marilene de Souza, 49, conta que a iniciativa é ideal para conscientizar a população sobre a importância dos cuidados e da preservação ambiental. "O mais bacana é ver todo mundo reunido pela mesma causa, querendo somente a melhora do mundo que vivemos." 

Pela primeira vez no programa colaborativo, Oisana Barros, 58, teve a paixão pelo parque como motivação. "Eu caminho todos os dias aqui e acho essencial a população se mobilizar para cuidar da área." A empresária já se inscreveu nas outras ações propostas pelo grupo e faz um convite: "Venham todos participar e cuidar do nosso cerrado!"

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.