Ex-pároco da primeira igreja de Brasília na Vila Planalto morre aos 87 anos

Padre Ítalo Guerrera estava internado desde 11 de outubro de 2016 por problemas de deglutição. O estado de saúde avançou e ele não resistiu a uma bactéria multirresistente

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 03/09/2017 10:00 / atualizado em 03/09/2017 16:32

Arquivo pessoal/Divulgação
O ex-pároco da primeira igreja de Brasília, Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Pompéia, na Vila Planalto, morreu na madrugada deste domingo (3/9). Aos 87 anos padre Ítalo Guerrera estava internado desde 11 de outubro de 2016 por problemas de deglutição. O estado de saúde avançou e ele não resistiu a uma bactéria multirresistente. O religioso estava com uma traqueostomia e respirava com ajuda de aparelhos.

Único parente do padre, o sobrinho Mário Luiz Guerrera, 63 anos, contou que o sacerdote estava afastado da igreja da Vila Planalto há aproximadamente cinco anos. Ele morava na 202 Sul e era acompanhado por uma cuidadora. “O estado dele foi se agravando aos poucos. Ele começou a não querer fazer exercícios, andar nem tomar sol. Por fim não caminhava mais e só queria se movimentar com cadeira de rodas”, explicou.

Com o estado de saúde crítico, o religioso perdeu a voz, desenvolveu pneumonia e infecção. “O que estava o mantendo vivo eram os antibióticos. Uma pessoa idosa trancada em um quarto de hospital acaba desenvolvendo outras doenças”, ponderou.

O religioso ingressou na vida sacerdotal na década de 1980, quando se mudou para Brasília. Natural do Rio de Janeiro, ele só tinha um irmão, o desembargador Mário Dante Guerrera que passou no primeiro concurso do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT). Mário Guerrera morreu em 1997. 
 
A missa de corpo presente do padre Ítalo será amanhã, às 14h30, na igreja da Vila Planalto. O enterro será às 16h30 no Cemitério Campo da Esperança, na Asa Sul. 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.