Publicidade

Estado de Minas

Público viaja quilômetros para assistir ao Desfile de 7 de Setembro

Arquibancadas ficaram lotadas ainda às 8h50. Aposentada que não ia a um desfile de Independência há 80 anos se emociona com a festa


postado em 07/09/2017 08:56 / atualizado em 07/09/2017 12:30

Mesmo com 89 anos, Edite de Sousa fez questão de viajar de Salvador a Brasília para vestir as cores do Brasil na parada cívico-militar(foto: Isa Stacciarini/CB/D.A Press)
Mesmo com 89 anos, Edite de Sousa fez questão de viajar de Salvador a Brasília para vestir as cores do Brasil na parada cívico-militar (foto: Isa Stacciarini/CB/D.A Press)

Pessoas de outros estados percorreram vários quilômetros até Brasília para acompanhar os desfiles do Dia da Independência nesta manhã de quinta-feira (7/9). A aposentada Edite de Sousa, 89 anos, saiu de Salvador direto para a Esplanada dos Ministérios. Havia oito décadas que ela não acompanhava os festejos. Por isso, fez questão de vestir as cores do Brasil da cabeça aos pés. "Para mim, ver tudo isso e rostos diferentes já vale o sacrifício. Na véspera, nem consigo dormir direito", deleita-se Edite. 

 

Leia mais notícias em Cidades

 

Mãe e filha saíram do Amapá para aproveitar o desfile de Sete de Setembro. Esquadrilha da Fumaça é uma das atrações preferidas da dupla(foto: Isa Stacciarini/CB/D.A Press)
Mãe e filha saíram do Amapá para aproveitar o desfile de Sete de Setembro. Esquadrilha da Fumaça é uma das atrações preferidas da dupla (foto: Isa Stacciarini/CB/D.A Press)

 

Quem estava de férias em Brasília também aproveitou para não perder a festa. É o caso da mãe e filha Carmem Nilsa dos Santos Silva, 56 anos, e Marcella Camila Silva Favilla, 20, ambas de Macapá (Amapá). Chegaram a Brasília em 3 de setembro e só vão embora dia 13. Durante a temporada fizeram questão de acompanhar o desfile cívico e militar. "Apesar da situação do país, mostramos o quão somos patriotas. Precisamos nos orgulhar disso e participar", ressaltou Carmem, que aguarda com ansiedade pelo desfile dos militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica. Já a filha espera o show da Esquadrilha da Fumaça.

 

 

As arquibancadas montadas na Esplanada dos Ministérios ficaram lotadas poucos minutos antes do início do desfile de Independência. Às 8h50, já era difícil encontrar algum lugar vago para acompanhar a parada cívica e militar. Alguns visitantes precisaram se escorar nas grades para garantir a visão privilegiada das festividades.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade