Publicidade

Estado de Minas

Polícia Federal é a que mais anima público em desfile de 7 de setembro

De pé, a plateia se emocionou com o Grupamento Motorizado da Polícia Federal, corporação responsável pela Operação Lava-Jato


postado em 08/09/2017 06:00 / atualizado em 07/09/2017 22:08

(foto: Divulgação/Polícia Federal)
(foto: Divulgação/Polícia Federal)


Os olhos de 20 mil pessoas voltaram-se, ontem, ao desfile cívico-militar do Dia da Independência, na Esplanada dos Ministérios. Lotadas, as arquibancadas reuniram patriotas de várias unidades da Federação: dos mais comedidos aos que carregavam na pele e nas roupas as cores da nação. À tribuna de honra compareceu o alto escalão da política nacional e local — entre as autoridades, marcaram presença o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) e o presidente da República, Michel Temer (PMDB). Ao longo de duas horas, apresentações arrancaram, de forma intercalada, aplausos, assobios e até o coro “Fora, Temer”. Às 10h40, contudo, uma performance unificou as reverências: de pé, a plateia se emocionou com o Grupamento Motorizado da Polícia Federal, corporação responsável pela Operação Lava-Jato.
 

De perto, a primeira fila da tribuna de honra acompanhava, entre cochichos, as apresentações. Estavam, além do presidente e do governador, seis ministros, os presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Eunício Oliveira (PMDB-CE), respectivamente; o vice-presidente da Câmara, Fábio Ramalho; e a advogada-geral da União, Grace Mendonça. O DF teve poucos representantes na celebração. Segundo o cerimonial do evento, compareceram três secretários e o controlador-geral, Henrique Ziller. A cerimônia de 7 de Setembro custou cerca de R$ 790 mil — R$ 300 mil a menos do que no ano passado.
 
 

A apresentação ocorreu sob calor intenso. Pela manhã, o termômetro marcou 29ºC, e a umidade caiu a 20%. Mas a secura, apesar de fazer com que algumas pessoas precisassem de atendimento médico, não intimidou os brasilienses, que lotaram as arquibancadas antes do evento, iniciado às 9h. Responsável por dar início à cerimônia, o presidente Michel Temer chegou acompanhado da primeira-dama, Marcela Temer, e do filho, Michelzinho, 8 anos — novamente, sem a faixa presidencial e em um carro blindado.

O peemedebista subiu direto à tribuna de honra, onde, após a execução do Hino Nacional, cumprimentou o governador Rodrigo Rollemberg e a primeira-dama do DF, Márcia Rollemberg. O chefe do Executivo local empolgou-se com o desfile. No total, ele fez 22 publicações no Instagram pessoal, além de nove menções ao evento no Twitter.
 
(foto: Divulgação/Polícia Federal)
(foto: Divulgação/Polícia Federal)
 

Em meio aos registros, há um vídeo da aguardada apresentação da Esquadrilha da Fumaça, que se despediu do público com uma performance no céu, realizada por sete aeronaves. Mesmo com o fim dos desfiles, várias pessoas permaneceram na Esplanada dos Ministérios para acompanhar as manobras dos caças da Força Aérea Brasileira (FAB). Para o governador, no entanto, as apresentações de estudantes da rede pública de ensino foram o grande destaque do dia. “Todas as autoridades elogiaram muito a qualidade dos desfiles das escolas de Brasília. Foi extremamente bonito”, elogiou o chefe do Executivo local.


Pirâmide humana

Vinte e sete militares da Polícia do Exército também agitaram o público ao realizarem a tradicional pirâmide humana sobre uma motocicleta a 20km/h. Trata-se de uma pequena amostra do que o grupo é capaz de fazer. O recorde deles — 47 policiais unidos em uma única moto — aparece no Guinness World Records. Tropas motorizadas da Marinha do Brasil, do Exército, da Aeronáutica e de forças de segurança do DF também passaram pelo Eixo Monumental. O desfile contou com 4,2 mil participantes. Seiscentos policiais militares ficaram a cargo da segurança da celebração.

 

"É hora de pensar na cidade. Quem o fizer, certamente, apoiará a aprovação desse projeto (previdência), para que Brasília possa viver um novo tempo” Rodrigo Rollemberg, governador
 
20 mil
Público que passou pela Esplanada dos Ministérios durante o desfile
 
25 mil
Total de pessoas que acompanharam a apresentação de 2016

4,2 mil
Quantidade que se apresentou no desfile cívico-militar

600 
Efetivo da PM responsável pela segurança do evento

200 
Manifestantes que participaram do Grito dos Excluídos

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade