Número de motoristas inabilitados flagrados pelo Detran sobe 7%

Agentes de trânsito flagraram, no primeiro semestre deste ano, cerca de 10.193 condutores sem o documento obrigatório

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/09/2017 14:28 / atualizado em 08/09/2017 16:28

O número de motoristas flagrados dirigindo sem habilitação no Distrito Federal este ano cresceu. Agentes do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) flagraram, no primeiro semestre, cerca de 10.193 condutores sem o documento obrigatório, 7% a mais que no mesmo período do ano passado.


Conforme levantamento do Detran-DF, em todo o ano de 2016 foram flagrados 14.775 inabilitados ao volante e 366 se envolveram em acidentes, sendo 23 deles fatais e 343 com feridos. Dos 23 que se envolveram em acidentes fatais, seis morreram: quatro motociclistas e dois inabilitados que dirigiam automóveis. Outros cinco ficaram feridos e 12 saíram ilesos.

Para o diretor-geral do Detran, Silvain Fonseca, o motorista inabilitado é considerado um fator de alto risco, além de uma ameaça às pessoas que dirigem dentro da lei. “A falta de preparo e o desconhecimento das normas de circulação os deixam vulneráveis a acidentes de trânsito”, contou.

Ainda segundo as estatísticas do órgão, em 2016, 26% dos inabilitados envolvidos nos 23 acidentes com morte eram adolescentes. Outros 26% tinham entre 18 e 29 anos e mais 26% entre 30 e 39 anos. O restante, 22%, tinha de 40 a 60 anos ou mais.

Dos 366 condutores sem habilitação que se envolveram em acidentes de trânsito, 57 eram adolescentes, ou seja. Já os inabilitados na faixa de 18 a 29 anos foram os que mais se envolveram em acidentes: 176, quase metade dos envolvidos. Os inabilitados com 30 anos acima representam 36,5%. Já motociclistas foram responsáveis por 41% dos 366 acidentes envolvendo condutores sem a CNH, com 156 vítimas.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, dirigir moto ou carro sem possuir Carteira Nacional de Habilitação, permissão para dirigir ou autorização para Ciclomotor é infração consideravelmente grave, com multa de R$ 293,47, além de ter o carro retido até a apresentação de uma pessoa que esteja habilitada.

 

Com informações do Detran

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.