Crise hídrica: teste de captação no Lago Paranoá começa neste fim de semana

A expectativa da Caesb é que, a partir de outubro, as regiões do Lago Norte, Paranoá, Itapoã e Taquari comecem a ser abastecidas pelo sistema

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/09/2017 16:49 / atualizado em 11/09/2017 16:49

Minervino Junior/CB/D.A Press
Após atrasos na entrega, a Companhia de Saneamento Ambiental do Df (Caesb) anunciou que, nesse sábado (16/9), começam os testes de operação do sistema de captação e tratamento emergencial de águas do Lago Paranoá. Serão realizados ensaios, como verificação de vazamentos, checagem de reapertos, verificação se a estrutura está impermeável a líquido, e avaliar o funcionamento dos equipamentos. 


A obra custou R$ 42 milhões e tinha expectativa de ser entregue em setembro. Se os testes indicarem algo fora do padrão, a Enfil, empresa responsável pela construção, terá de fazer os consertos sem custo adicional para o governo. A expectativa da Caesb é de que, tudo dando certo, o sistema entre em operação no início de outubro, abastecendo Lago Norte, Paranoá, Itapoã, Taquari, que hoje são atendidas pelo reservatório de  Santa Maria. 

O sistema emergencial do Lago Paranoá funcionará no formato de ultrafiltração por membranas, semelhante ao utilizado em usinas de dessalinização, nos Emirados Árabes. O projeto tem tido uso crescente, devido à rapidez na instalação. Ela ficará, durante três meses, em operação assistida, ou seja, com o acompanhamento da empresa responsável. Depois desse prazo, passa a ser operada exclusivamente pela Caesb. A obra significará mais 700 litros de água captados por segundo no Distrito Federal. 

Mesmo com a obra, o racionamento segue sem previsão de término. Nesta segunda-feira (11/9), o reservatório de Descoberto registrou 24,5% do volume total, enquanto o de Santa Maria chegou a 34,1%. A expectativa da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa) é de que os reservatórios cheguem, respectivamente, a 14% e 26% até o fim de setembro. 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.