Incêndio atinge chácaras do Taquari e danifica algumas construções

O fogo teve início às 10h e atingiu parte de duas casas. No Lago Norte, outro incêndio foi rapidamente controlado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/10/2017 17:00 / atualizado em 12/10/2017 19:03

Minervino Junior/CB/D.A Press
 
Um incêndio de média proporção atingiu uma área que se estende das chácaras 28 a 33 até o trecho 1 do Setor Habitacional Taquari, nesta quinta-feira (12/10), danificando algumas construções. Segundo moradores da região, as chamas começaram por volta de 10h e chegaram a 5m de altura. Uma equipe de quatro guarnições, com o total de 22 agentes do Corpo de Bombeiros, foi enviada ao local para combater o fogo. Por volta das 15h30, os bombeiros terminavam de conter as chamas. Não houve vítimas.
 

Fernando Luz, dono do Espaço Platô Eventos, local próximo às chácaras atingidas, conta que os incêndios na região são comuns nessa época do ano, mas que normalmente têm início no lado da Epia. "Sempre começa da pista e desce para cá. Este ano, começou aqui das chácaras de baixo. Um tenente-coronoel do Corpo de Bombeiros disse que foi provocado por alguém. Fica difícil saber como começou" comentou. Por conta do aceiro em volta da propriedade e o sistema de irrigação, o espaço não sofreu danos.
 
Ele informou que, nas propriedades vizinhas, um quiosque feito de bambu foi completamente destruído e parte do telhado de uma das casas também sofreu danos. Os agentes não souberam confirmar a proporção exata dos estragos. 

A cerca de 10km dali, no trecho 1, Luísa Barreto Costa Corrêa, 35 anos, conta que se surpreendeu com a rapidez das chamas, que chegaram até o muro de sua casa. "Cheguei às 12h30 e o barulho e o cheiro de fumaça estavam muito fortes, mas o fogo ainda estava longe. Em 10 minutos, já tinha chegado por aqui. Lá embaixo, eu nunca tinha visto queimar, mas por aqui, todo ano acontece, é normal. As pessoas passam pela Epia e jogam bituca de cigarro; assim começa", acredita.

Lago Norte


O Centro de Atividades 6, no Lago Norte, também sofreu com as queimadas na manhã de hoje. Uma equipe do CBMDF que passava no local identificou o foco de incêndio, ainda em fase inicial, e em poucos minutos conseguiu evitar que o fogo se alastrasse. 

Segundo a Assessoria de Comunicação do CBMDF, a velocidade com que as chamas se propagam é decorrente do vento no local. A corporação alerta para a alta incidência de incêncios nessa época do ano e lembra os cuidados básicos que devem ser tomados, como evitar o vazamento de líquidos inflamáveis e depositar bitucas de cigarro em locais seguros. 

As denúncias sobre incêndios florestais podem ser feitas por meio dos números 193, para acionar o Corpo de Bombeiros; 162, para acionar o Instituto Brasília Ambiental (Ibram); e 99351-5736, para acionar a Polícia Militar Ambiental.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Fernando
Fernando - 12 de Outubro às 23:24
Esse é mais um lugar de invasor e/ou receptador de terra pública classe-média? Aproveita a parte queimada e mete o tratorzão naquelas casas proto-luxuosas. Trator não é só pra pobre. Classe média paneleira merece trator tb...meritocracia que tanto defendem...