Comunidade da Estrutural participa de ação de sustentabilidade

Evento no Centro Olímpico e Paralímpico da Estrutural alia diversão a reflexão sobre o futuro, com práticas sustentáveis e consumo consciente

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 02/12/2017 16:17 / atualizado em 02/12/2017 16:38

Camila de Magalhães/FAC/D.A Press

 
Na manhã deste sábado (2/12), as irmãs gêmeas Raíssa e Raiane dos Santos de Oliveira, 10 anos, estavam animadas em participar pela primeira vez da construção de um jardim. Colocaram a mão na terra, posicionaram as mudas e cobriram com adubo e muito carinho. Mas não era um jardim qualquer, era um jardim cheio de emoções e sentimentos. Ali, junto com as mudas, enterrariam no Jardim do Amanhã uma cápsula do tempo, que reuniu os desejos e metas das duas e de centenas de outros alunos do Centro Olímpico e Paralímpico da Estrutural. A ação fez parte do evento Celebrar a vida, realizado na unidade pela Secretaria de Esporte, Turismo e Lazer e Fundação Assis Chateaubriand.
 
 
A frase de Raíssa era sobre o sonho de terminar os estudos, ter uma vida feliz e um bom Natal. Já a da irmã era sobre construir uma família com três filhos, ter uma casa e se tornar chef de cozinha. O colega Lucas Soares, 16 anos, deseja que o mundo tenha mais felicidade e paz.  “No dia a dia, sempre tem alguma discussão, mas prefiro que a felicidade venha primeiro, antes da raiva”, comentou. Para ele, a experiência de plantar em conjunto foi especial. “Muito legal a participação de todo mundo. Participei de todas as atividades do evento, porque é o que mais gosto de fazer. Sou um garoto que não gosta de ficar quieto.”

Oficinas


Antes da festa, houve uma campanha para recolher materiais que iriam para o lixo. As garrafas pet e embalagens tetrapak arrecadadas foram reaproveitadas no evento Celebrar a vida, em oficinas sustentáveis para confecção de vasos e plantio. “As pessoas estão destruindo muito. Não lembram de reciclar, de guardar. Não pensam que muitas coisas que são lixo para uns são tesouros para outros. Se você destinar o lixo para o lugar certo, a natureza agradece”, observou Francisca Kelly da Encarnação Silva, 43, mãe dos alunos Pedro Henrique, 10, e do Adeley Rafael, 5.

As famílias da Estrutural participaram ainda de dinâmicas com o psicoterapeuta Marcos Terra, que relembrou cantigas de roda e formou uma grande ciranda da vida. Houve também aulão de hidroginástica para adultos e a garotada curtiu atividades na piscina e em brinquedos infláveis.
 
Camila de Magalhães/FAC/D.A Press
 

Agenda global


Segundo Isabela Barreto, analista de projetos da Fundação Assis Chateaubriand (FAC), o evento Celebrar a vida foi planejado para ser uma forma de provocar reflexões, criar metas, aproximar famílias e contribuir para o alcance de alguns dos objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS) previstos na agenda global 2030 das Nações Unidas.

Para Leila Barros, secretária de Esporte, Turismo e Lazer do Distrito Federal, é importante firmar esse compromisso com o bem-estar do planeta. “Estamos vivendo um momento em que os valores estão distorcidos e precisamos trabalhar isso com as nossas crianças. O trabalho que a FAC vem fazendo junto aos Centros Olímpicos está sendo muito bom por essa compreensão da importância de passar aos jovens a preocupação com o ambiente em que vivem e com o outro”, destacou Leila.
 
“Vale cada um repensar em que tipo de contribuição você está dando, não só para quem está do seu lado, mas para toda a sociedade, para nossa Brasília, nosso país e nosso planeta. Precisamos voltar às nossas raízes para tentar modificar alguns conceitos que foram distorcidos”, defendeu a secretária.

Programação


O evento Celebrar a vida já foi realizado nos Centros Olímpicos e Paralímpicos (COP) de Ceilândia (Parque da Vaquejada) e Riacho Fundo I em 26 de novembro. E continua no próximo fim de semana em outras unidades. Veja a programação:

COP São Sebastião: 9/12 (sábado)
COP Sobradinho: 9/12 (sábado)
COP Ceilândia (Setor O): 10/12 (domingo)
COP Samambaia: 10/12 (domingo) 
 
*Todos os eventos serão realizados das 9h às 13h. A entrada é gratuita, restrita a familiares e alunos dos Centros Olímpicos e Paralímpicos, respeitando a lotação máxima de cada evento.
 

Juntos pelo esporte


Em parceria com a Secretaria de Esporte, Turismo e Lazer do Distrito Federal, a Fundação Assis Chateaubriand é responsável pela gestão pedagógica de 7 dos 11 Centros Olímpicos e Paralímpicos do Distrito Federal: Ceilândia (Parque da Vaquejada e Setor O), Estrutural, Riacho Fundo I, Samambaia, São Sebastião e Sobradinho. Além das aulas esportivas regulares, são desenvolvidos treinamentos de rendimento, eventos comemorativos e esportivos, além de cursos de qualificação social. Informações: www.facbrasil.org.br.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.