Homem morre após carro se chocar em árvore, na BR-060, próximo a Samabaia

O acidente aconteceu perto do Restaurante Comunitário de Samambaia. Vítima tinha 43 anos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/12/2017 10:10 / atualizado em 06/12/2017 12:38

PM/Divulgação
 
Um homem de 43 anos morreu após o carro conduzido por ele se chocar em uma árvore, na BR-060, sentido Brasília-Goiânia. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente aconteceu por volta de 1h25 da madrugada desta quarta-feira (6/12), 2 quilômetros depois do Restaurante Comunitário de Samambaia. 


O motorista, que estava sozinho, dirigia um carro no modelo Voyage. De acordo com a Polícia Civil, após sair da pista e bater na árvore, o veículo capotou. O Corpo de Bombeiros se deslocou ao local e atestou a morte. A ocorrência foi registrada na 26° Delegacia de Polícia (Samambaia Norte). 

Outro caso

No domingo (19/11), o capotamento de um veículo GM Astra,  na BR-060, sentido Goiânia-Brasília, ocasionou a morte de outro motorista. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu após o viaduto de acesso à DF-180, por volta das 17h, quando o condutor capotou e colidiu o veículo contra um poste.
 
As estatísticas de acidentes de trânsito com morte, do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran/DF), mostram que houve uma diminuição de 13,38%, de janeiro a outubro de 2017, em relação ao mesmo período do ano passado. 
 

Trânsito: Corrida para salvar vidas

Na série Uma meta contra a violência no asfalto, da série Trânsito: Corrida para salvar vidas, publicada desde domingo (3/12), o Correio mostra que, após duas décadas, o Distrito Federal tem a chance de se tornar exemplo nacional contra a violência no trânsito. O Detran prevê que a unidade federativa deverá ser uma das poucas a cumprir a meta da Organização das Nações Unidas (ONU), de reduzir, pela metade, o número de vítimas no asfalto no período de uma década: de 2011 a 2020. 

Os estudos apontam que, mantida a média de queda anual de 5% na quantidade de óbitos a partir de 2011, a capital do país poderá ter 223 mortos em 2020 enquanto a previsão da ONU é de 225 óbitos para o mesmo período. Isso representa 52,04% a menos do que as 465 vidas perdidas no DF em 2011. As causas mais letais no trânsito são: uso do celular, álcool e outras drogas ao volante e alta velocidade.
 
*Estagiária sob supervisão de Adriana Bernardes
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.