GDF suspende multas de quem usou faixas exclusivas durante greve do metrô

Quem foi autuado por excesso de velocidade ou na faixa do BRT ainda responderá pela penalidade

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/12/2017 14:24 / atualizado em 27/12/2017 19:03

Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press
Os condutores que utilizaram as faixas exclusivas no Distrito Federal durante a greve do metrô não sofrerão penalidade. A decisão partiu do governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, nesta quarta-feira (27/12). O chefe do Executivo local anunciou a anulidade das multas em nota.
 
 
Com isso, das 5.442 multas geradas neste período de 40 dias, 4.704 foram canceladas, sendo 1.114 do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) e 3.590 do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF). No entanto, quem foi multado por excesso de velocidade ou na faixa do BRT ainda responderá pela penalidade.  

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, trafegar na faixa ou via de trânsito exclusivo, regulamentada com circulação destinada aos veículos de transporte público coletivo de passageiros, é considerado uma infração gravíssima, com penalidade de multa e apreensão do veículo, salvo em casos de força maior e com autorização do poder público competente.    
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.