Um terço dos veículos do DF circula sem licenciamento, revela Detran

Ao todo, mais de 565 mil carros circulam no Distrito Federal com documentação irregular. Multa e custos de liberação para infratores ultrapassam os R$ 700

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 03/01/2018 10:41 / atualizado em 03/01/2018 12:39

Minervino Junior/CB/D.A Press
Quase um terço do total da frota do Distrito Federal circula na irregularidade. Balanço do Departamento de Trânsito do DF (Detran/DF) divulgado nesta quarta-feira (3/1) mostra que 565.325 automóveis não tinham licenciamento até o fim do ano passado. Ao todo, há 1.716.406 veículos emplacados no DF, número equivalente a quase 57% da população local.

O total praticamente inverte o percentual da frota licenciada em relação ao total sem licença observado em junho de 2017. Naquele mês, o balanço do Detran/DF mostrou que apenas 37% dos veículos estavam com o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) em dia. O prazo para regularização, porém, só terminaria em setembro.

Entre os veículos com documentação irregular, o Detran/DF estima, ainda, que 30% estão impedidos de circular por restrição judicial ou já pararam de rodar. O restante, portanto, circula sem licenciamento.

De janeiro a novembro de 2017, o Detran/DF autuou 31.353 condutores e recolheu 10.656 veículos por falta de licenciamento. O departamento ainda não concluiu o balanço para dezembro. Não há levantamento equivalente feito em 2016, ano em que o órgão flagrou mais de 5 mil automóveis em situação irregular em 60 dias.
 

Veículo sem licenciamento pode custar mais de R$ 700 ao proprietário 


Dirigir sem documentação em dia é infração gravíssima. O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) estabelece multa de R$ 293,47, sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e remoção do veículo para quem circula sem licenciamento.

Além disso, o dono do veículo deve arcar com os custos do guincho, da diária nos depósitos do Detran/DF, vistoria e liberação, o que não sai por menos de R$ 472.

O CTB também considera infração conduzir o veículo sem o documento obrigatório do licenciamento. Ou seja, mesmo com a documentação em dia, esquecer os papéis pode render R$ 88,38 de multa, três pontos na CNH e remoção.


Condutor pode licenciar o veículo pela internet


O proprietário cujo veículo está em situação irregular pode regularizá-la pelo site do Detran/DF. Lá, o dono deve imprimir os boletos pendentes. Depois de pagos, eles podem ser baixados no sistema do órgão, que enviará, automaticamente, os documentos de licenciamento ao endereço registrado no departamento.

O licenciamento deve chegar à residência ou outro endereço em até 30 dias. Durante esse tempo, o proprietário pode utilizar o Protocolo de Autorização Provisória para a Circulação de Veículo, documento que pode ser baixado pelo site do Detran/DF e que permite a circulação dentro do DF.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.