Publicidade

Estado de Minas

Casal de idosos morre após ser atropelado no Lago Norte

O homem de 75 anos e uma mulher de 70 faziam uma caminhada quando foram atingidos por uma Mitsubishi ASX. Motorista está em estado grave


postado em 18/01/2018 20:50 / atualizado em 19/01/2018 00:08

(foto: Reprodução/Facebook)
(foto: Reprodução/Facebook)

Um acidente na altura da QI 10 do Lago Norte terminou com duas pessoas mortas e uma ferida na noite desta quinta-feira (18/1). Um casal de idosos fazia uma caminhada na calçada quando foi atingido por uma Mitsubishi ASX. Segundo testemunhas, o veículo estava em alta velocidade na hora do acidente. Evaldo Augusto da Silva, 75 anos, e Dulcineia Rosalino da Silva, 70, morreram na hora.
  

Após atingir o casal, o veículo subiu o canteiro central e bateu em uma árvore, cerca de 250 metros depois do local do acidente. A motorista, Luciana Pupe Vieira, ficou presa nas ferragens e recebeu atendimento inicial do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Na sequência, foi levada para o Instituto Hospital de Base do Distrito Federal (IHBDF) em estado grave, com traumatismo craniano, fratura exposta no pulso e diversas escoriações pelo corpo. O Correio não obteve novas informações a respeito do estado de saúde da motorista.
 
Ver galeria . 13 Fotos Luis Nova/CB/D.A Press
(foto: Luis Nova/CB/D.A Press )
 
 
Inconsoláveis, vários familiares das vítimas se dirigiram ao local assim que souberam da tragédia. Informações preliminares dão conta de que o casal de idosos morava na QL 8 do Lago Norte. A via ficou interditada por cerca de duas horas no sentido Plano Piloto — Clube do Congresso.
 
Depois de socorrer a vítima, os bombeiros constataram que o velocímetro do automóvel marcava 120 km/h. No entanto, não é possível afirmar que o veículo estava a essa velocidade no momento da batida. Isso porque o contador pode ter sido alterado — para mais e para menos — com o impacto. A velocidade exata e as causas do acidente só poderão ser constatadas após o laudo da perícia.

Naturais de Minas Gerais, Dulcineia era servidora aposentada da Câmara dos Deputados e Evaldo era auditor da Receita Federal. Ambos haviam acabado de voltar de uma viagem internacional em comemoração aos 50 anos de casados. O casal deixa três filhos, quatro netos e um bisneto. 

 
Memória 

 

As vias do Lago Norte foram palco de uma outra tragédia a pouco menos de um ano. Em abril do ano passado, um ciclista foi atropelado e morreu após ser arrastado pela ciclofaixa da região administrativa. Edson Antonelli, 61 anos, morava na QI 7 da cidade e havia saído para andar de bicicleta pela região, por volta das 10h. A motorista, identificicada como Mônica Karina Rocha, de 20 anos, invadiu a ciclofaixa e atingiu Edson, que teve o corpo arrastado por vários metros, até que a estudante conseguisse parar o carro. Ele morreu na hora.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade