Publicidade

Estado de Minas

DF tem menor índice de homicídio em janeiro, mas estupros aumentam

Enquanto a quantidade de assassinatos atingiu a menos quantidade em 18 anos, os crimes de estupro cresceram 3,4%, comparado ao mesmo período de 2017


postado em 01/02/2018 16:08 / atualizado em 01/02/2018 18:15

O número de homicídios registrados em janeiro de 2018 apresentou queda histórica. No mesmo mês de 2017 foram 41 vítimas, contra 34 este ano, a menor quantidade desde 2000. Além disso, não houve ocorrência de latrocínio (roubo com morte) no último mês. Em janeiro de 2017 aconteceram quatro casos. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Segurança Pública e Paz Social do DF (SSP-DF), nesta quinta-fera (1/2). 

Mesmo com o balanço positivo em relação ao crime de homicídio, o número de estupros cresceu na capital. Em janeiro de 2017, foram registrados 59 casos. O índice cresceu 3,4% este ano, totalizando 61 ocorrências. Entre os casos, 83% foram contra vulneráveis (crianças). 

Os crimes contra o patrimônio também registraram queda, com exceção dos furtos em veículos. Este tipo de ocorrência passou de 1.012, em janeiro de 2017, para 1.046, em janeiro de 2018. 
 
Comparando o primeiro mês de 2017 e 2018, os crimes de roubo a pedestre caíram de 3,071 para 2,643, roubo de veículo de 443 para 317, roubo em coletivo de 232 para 131, roubo em comércio de 186 para 173, roubo em residência de 86 para 46.  
 
De acordo com o secretário de Segurança, Edval Nunes, o resultado positivo se deve ao trabalho conjunto entre as forças de segurança. "Em 2010, registramos 95 homicídios. Oito anos depois, tivemos quase três vezes menos dessa quantidade", comentou. 
 
De acordo com o balanço, a Polícia Militar apreendeu 171 armas em janeiro de 2018. No mês, a corporação prendeu 1.005 pessoas em flagrantes e levou às delegacias outras 2.248, por motivos diversos. Além disso, os militares apreenderam 227kg de drogas, recuperaram 373 veículos e 348 celulares, além de realizar 36 mil autuações de trânsito.
 

Trânsito

O número de mortes no trânsito cresceu em janeiro de 2018. O índice passou de 20, em janeiro de 2017, para 31, no primeiro mês deste ano. O DF registrava queda desse tipo de ocorrência nos últimos 13 meses, mas os acidentes com múltiplas mortes atingiram a estatística. Mesmo com o aumento no número de vítimas, o número de ocorrências caiu de 1.072, para 1.051.
 
*Estagiário sob a supervisão de Renato Alves

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade