"Amanhã eu faço": Saiba como parar o hábito de deixar tudo para depois

Quando exagerada, a procrastinação, ou o hábito de adiar as tarefas cotidianas, pode gerar ansiedade, culpa e atrapalhar o rendimento profissional e acadêmico. Especialistas dão dicas de como fugir dessa armadilha

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/05/2015 09:05

Prova para estudar, relatório para terminar, dever de casa para entregar, imposto de renda para enviar… O coração palpita, falta pouco tempo para acabar o prazo. Mas ninguém é de ferro, não é? Daí, antes da obrigação, arruma-se tempo para olhar o Facebook, escrever algo engraçado no Twitter, conferir as curtidas na foto do Instagram, checar se a compra do site chinês ainda está em Curitiba… E depois, para se preparar bem para o trabalho pela frente, que tal ir ao banheiro? E tomar um copo d’água? Ou quem sabe não é melhor uma xícara de café, que ajuda a se concentrar?

	Minervino Junior/CB/D.A Press


Você se identificou com a cena? Então é bem possível que você tenha o hábito de procrastinar, ou seja, adiar os compromissos, deixando-os para depois. Como costuma fazer a estudante de direito Lygia Carvalho, 22 anos. “O que eu posso adiar, vou adiando, sou uma procrastinadora nata. Isso ficou claro na faculdade, onde o conteúdo é mais complicado e as responsabilidades são maiores. Acabo deixando para o último momento, pois não sei muito como lidar com tudo o que tenho que fazer”, admite a jovem.

Leia mais notícias em Ciência & Saúde

Reduzido
Um grupo de pesquisadores da Universidade do Sul da Califórnia (USC), nos Estados Unidos, acredita ter chegado a uma forma eficaz de se livrar da procrastinação, que pode ser expressa pela fórmula: “Pense no futuro como agora”. Explicando melhor, o que os cientistas americanos descobriram, por meio de um estudo concluído no mês passado, é que, ao calcular quanto tempo resta para realizar uma tarefa, o melhor é usar escalas menores de tempo. Em vez de pensar que você tem até o fim do dia para fazer algo, diga para você mesmo que faltam oito ou dez horas. Se você precisa entregar um relatório do trabalho na próxima sexta-feira, não pense que tem até o fim da semana. São três dias: hoje, quarta e quinta-feira. “Quando pensamos de maneira mais granular — usando dias em vez de anos —, sentimos que o futuro está mais perto”, explica, em um comunicado, Daphna Oyserman, líder da pesquisa e codiretora do Centro Dornsife de Mente e Sociedade, da USC.

Como agir
A psicóloga e coach Claudia Nogueira elaborou uma lista de ações que podem ajudar quem deseja parar de procrastinar. Segundo ela, cada um deve experimentar e encontrar aquilo que funciona melhor para si. Antes de mais nada, porém, é fundamental que a pessoa reconheça que está procrastinando. Só assim ela conseguirá mudar:

Preparar-se
Organize tudo que você precisa para realizar um trabalho antes de começá-lo. Isso evitará que você perca tempo e se distraia. As listas de tarefas também ajudam bastante, permitindo que organize tempo e demais recursos necessários, estabelecendo prioridades.

Usar a técnica pomodoro
Essa técnica consiste em dividir o tempo em intervalos de 25 minutos (chamados pomodoros), realizando as tarefas nesses espaços. A cada quatro ciclos, deve-se descansar por 15 minutos. Segundo Claudia Nogueira, na internet é fácil encontrar sites que explicam como utilizar a técnica, criada nos anos 1980. O método é útil para fazer o tempo render, pois você coloca o foco todo na tarefa a ser feita, sabendo que, em breve, terá um intervalo para cuidar das demais coisas.

Dividir a tarefa em partes
Isso traz maior controle sobre o que deve ser feito. A cada etapa concluída, aumenta a sensação de que você está caminhando para a realização do todo. Focar o objetivo final, em vez das tarefas, é uma das principais estratégias para alcançar o sucesso.

Fixar prazos mais curtos
Segundo a Lei de Parkinson (apresentada no livro Trabalhe 4 horas por semana, de Timmothy Ferriss), mesmo que você tenha um prazo muito curto para executar uma tarefa, você vai realizá-la. Porém, se você tiver um prazo muito extenso, empurrará com a barriga até a última hora. Estabelecer prazos mais curtos nos coloca diante de um desafio que nos movimenta.

Não buscar a perfeição
Realize seus trabalhos com impecabilidade — que, diferentemente do que muitos pensam, não significa fazer com perfeição, mas com dedicação, dando o melhor possível dadas as circunstâncias. Lembre-se sempre da frase “feito é melhor que perfeito” e siga em frente.

Contar com uma rede de ajuda
Ter amigos ou familiares que o apoiam é muito importante. Quando você compartilha seus projetos, a rede de ajuda pode servir de estímulo para se manter focado. Ao dizer a outras pessoas que você tem um objetivo a cumprir, você inconscientemente estará se obrigando a todos os dias caminhar um pouco para cumprir o prometido. E é possível também que eles ajudem no cumprimento da meta.

Dar-se uma recompensa
Ao concluir uma tarefa, premie-se! Isso servirá de incentivo para que você queira fazer o que precisa. Por exemplo, há formas de bloquear o acesso às redes sociais e a outros sites. Você pode utilizar esse recurso para não ter acesso antes das 17h. Após a conclusão das tarefas do dia, pode entrar nessas páginas com a certeza do dever cumprido.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.