SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Elefantas voltam à natureza e inauguram 1º santuário na América Latina

Maia e Guida passaram por tratamento médico antes de chegaram no primeiro santuário de elefantes da América Latina, na Chapada dos Guimarães

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/10/2016 12:00

Agência Estado



Duas elefantas que antes eram atração de circos voltaram à natureza nesta quinta-feira, 13, em Mato Grosso. Elas inauguraram o primeiro santuário de elefantes da América Latina, localizado na Chapada dos Guimarães, a 65 quilômetros de Cuiabá.

Maia e Guida chegaram ao santuário na terça-feira, 11, e passaram dois dias no Centro de Tratamento Médico. Nesta quinta, elas foram liberadas da área limitada e brincaram com a terra e tomaram banho com as trombas.

As duas elefantas foram confiscadas de um circo na Bahia e viviam há seis anos em Paraguaçu, no sul de Minas Gerais. Maia, que tem cerca de 44 anos, e Guida, de 42 anos, terão cuidado de veterinários. "Sociedades ao redor do mundo estão começando a perceber a traumas que causaram esses animais", disse Scott Blais, um americano que já havia colaborado com uma iniciativa parecida nos Estados Unidos e ajudou a fundar o santuário.

Blais e sua esposa estão há dois anos no Brasil, devido à grande quantidade de terra e a necessidade de encontrar um lugar para elefantes na América Latina. Há uma estimativa de que mais de 50 elefantes que vivem cativeiros na América do Sul possam habitar o local. 

A fazenda, de 1,1 mil hectares, foi adquirida por meio de doações de organizações internacionais especificamente para abrigar elefantes. O espaço passa a receber animais resgatados em situação de risco e oferecerá os cuidados necessários para que possam se recuperar física e emocionalmente da vida em cativeiro. No momento, as elefantas terão acesso a uma área de meio hectare, enquanto não é estruturada a segundo parte.

No santuário, haverá câmeras que permitirão a cientistas e curiosos observar os animais sem importuná-los. Especialistas dizem que os elefantes não sobreviveriam se soltados em sua terra-natal, no caso na Ásia, já que passaram a vida inteira em cativeiro. Para resolver o problema, santuários já foram criados nos Estados Unidos, na Tailândia, na Malásia e, agora, no Brasil.


publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Adeilsa
Adeilsa - 14 de Outubro às 14:16
Brasil! Continua por favor fazendo essas maravilhas"

publicidade