Alguns quilos a mais na fase adulta aumentam risco de doenças

Em termos gerais, um aumento de peso em cinco quilos faz com que as probabilidades de ter um envelhecimento saudável diminuam em 17%

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/07/2017 15:42

A maior parte dos adultos ganha peso à medida que envelhece, mas um aumento de apenas cinco quilos pode aumentar de maneira significativa o risco de doenças, afirmaram pesquisadores americanos nesta terça-feira (18/7).
 
 
Cientistas da Universidade de Harvard descobriram que um modesto aumento de peso na idade adulta "estava associada a uma elevada incidência de doenças crônicas maiores como a diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares, câncer e mortes não-traumáticas", diz um estudo publicado no Journal of the American Medical Association.

"Nosso estudo é o primeiro do tipo a examinar sistematicamente a relação entre o ganho de peso na meia-idade adulta com um posterior maior risco à saúde", declara o autor e professor de Nutrição e Epidemiologia em Harvard, Frank Hu.

"Os resultados indicam que até mesmo um pequeno aumento de peso pode ter impactos importantes à saúde", acrescenta.


Os participantes reportavam uma estimativa do peso ganho desde que tinham 18 anos (mulheres) e 21 anos (homens) até completarem 55, idade que os pesquisadores qualificam de "meia-idade adulta".

A maior parte das pessoas aumentou de peso nesse período. As mulheres ficaram com uma média de 10 quilos e os homens de 8,6.

Mas se comparar este grupo com o integrado pelos que conseguiram manter uma diferença menor do que 2,3 quilos entre a juventude e a meia-idade adulta, os que ganharam mais peso enfrentaram mais problemas de saúde, desde doenças do coração a um envelhecimento com achaque.

"Cada cinco quilos a mais esteve associando com 30% mais risco de ter diabetes tipo 2", conclui o estudo. A probabilidade de ter uma doença cardiovascular é 8% maior.

Em termos gerais, um aumento de peso em cinco quilos faz com que as probabilidades de ter um envelhecimento saudável diminuam em 17%.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.