Artrose de joelho é duas vezes mais comum hoje nos EUA que há 80 anos

Um dos fatores podem ser a dieta moderna, que é alta em açúcares refinados e carboidratos e pode levar à inflamação crônica de baixo grau, que desgasta as articulações

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 15/08/2017 10:37

Editoria de Arte/CB/D.A Press - 06/01/2016
Miami, Estados Unidos - A osteoartrite de joelho, uma condição dolorosa que atinge com frequência pessoas mais velhas, é duas vezes mais comum hoje nos Estados Unidos do que antes da Segunda Guerra Mundial, disseram pesquisadores nesta segunda-feira (15/8). Mas os motivos do aumento não são simplesmente porque a obesidade é cada vez mais comum, ou que as pessoas vivem mais tempo, segundo os pesquisadores da Universidade de Harvard. 

O estudo publicado na Proceedings of the National Academy of Sciences, uma revista americana revisada por pares, não identificou os motivos reais, mas sugeriu que eles podem incluir inatividade física, "que se tornou epidêmica durante a era pós-industrial". 

Outros fatores podem ser a dieta moderna, que é alta em açúcares refinados e carboidratos e pode levar à inflamação crônica de baixo grau, que desgasta as articulações. Os sapatos, as calçadas e o aumento do peso corporal também podem estar mudando a maneira como carregamos nossas articulações, disseram os pesquisadores. 

Mais estudos são necessários para especificar as causas da osteoartrite, também chamada de artrose, e para encontrar maneiras de preveni-la, acrescentaram. "Nós conseguimos mostrar, pela primeira vez, que esta causa de dor disseminada é duas vezes mais comum hoje do que no passado recente", disse Ian Wallace, o primeiro autor do estudo e pós-doutorando na Universidade de Harvard. 

"Mas a surpresa ainda maior é que não é apenas porque as pessoas estão vivendo mais ou ficando mais gordas, mas por outros motivos provavelmente relacionados aos nossos ambientes modernos". O estudo foi baseado em uma análise de mais de 2 mil esqueletos de todo os Estados Unidos. 

"Esta é a maior amostra já estudada em indivíduos de idade avançada de três períodos amplos - tempos pré-históricos, tempos industriais iniciais (principalmente o século XIX) e a era pós-industrial moderna", afirmou o estudo. "A comparação mais importante é entre as amostras industriais iniciais e modernas", disse o coautor e pesquisador de Harvard Daniel Lieberman. 

"Como nós tínhamos dados sobre a idade, o sexo, o peso corporal, a etnia e, em muitos casos, a ocupação e a causa da morte de cada indivíduo, conseguimos corrigir uma série de fatores que consideramos covariáveis importantes", acrescentou. 

"Então, usando métodos estatísticos, podemos dizer que, se você nasceu após a Segunda Guerra Mundial, você tem cerca de duas vezes mais probabilidades de ter osteoartrite de joelho em uma determinada idade ou índice de massa corporal (IMC) do que se você tivesse nascido antes". 

Quase um em cada três adultos com mais de 60 anos sofrem de osteoartrite, que não pode ser curada sem uma reposição total das articulações. "A osteoartrite de joelho não é uma consequência necessária da velhice. Devemos pensar nisso como uma doença parcialmente evitável", disse Lieberman.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.