Diversão e Arte

Clubes de leitura ganham espaço entre os brasilienses; internet é aliada

Nahima Maciel
postado em 02/09/2012 09:13
Um por todos e todos por um: Lucília Garcez (E) e os integrantes do clube de leitura com dois anos de atividade

Historiadores e cientistas adeptos de teorias futuristas podem até tentar prever o fim do livro. Sem conseguir concorrer com as cada vez mais novíssimas tecnologias, esses objetos fabricados com papel e tintas estariam em processo de extinção. Inúmeras vozes costumam se levantar para bradar contra o advento do digital, mas há quem prefira mergulhar na tecnologia e fazer dela uma aliada. A rede pode abrigar tanto a escrita quanto a leitura e muitos escritores e leitores tateiam com paciência os caminhos e limites da internet para construir laços literários. Outros, no entanto, preferem o bom e velho método de trocas pessoais e montam clubes de leitura tão bem-sucedidos que há filas de espera para participar. O Diversão foi em busca de iniciativas brasilienses para exercitar e trocar experiências literárias.

Leia mais notícias em Diversão

A tradição é um ponto de partida para a escritora Lucília Garcez. Conversa vai, conversa vem, a amiga Luz Maria lançou a ideia de criar um clube e Lucília se encarregou dos convites. Uma reunião, uma sugestão de livro e o grupo deu início à proposta: ler uma obra por mês e se reunir em data prefixada para discutir a obra. Cada colega chamou um amigo e, certo dia, Lucília se deu conta de que precisava limitar o número da vagas. ;Começou a ficar grande demais;, lembra. A experiência já dura dois anos e os encontros ficaram cada vez mais sofisticados, com especialistas convidados para falar do autor ou do livro durante as reuniões. ;Normalmente, a gente costuma esquecer o que lê;, explica Lucília. ;Com o clube, a gente memoriza mais e é a oportunidade de trocar experiências de leitura, de ver coisas que a gente não viu. Enriquece muito a conversa e é um momento de convivência muito agradável.;

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação