Depois de se dedicarem a outros projetos, integrantes do KLB retomam banda

Após três anos afastados do mundo da música, o trio lança o EP Um novo tempo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 04/11/2014 14:00 / atualizado em 04/11/2014 13:52

Adriana Izel

Acess Mídia/Divulgação

Os irmãos Kiko, Leandro e Bruno, do KLB, estouraram nos anos 2000, na mesma época em que artistas que apostavam no pop romântico para um público mais jovem, como Sandy & Júnior e Wanessa Camargo, também faziam sucesso. Desde então, os tempos mudaram e o gênero acabou perdendo força no Brasil. Nesse período, Kiko e Leandro se enveredaram para a política, enquanto Bruno se tornou lutador profissional de MMA.

Apesar deles dizerem que a banda nunca se separou, por cerca de três anos, eles ficaram distantes do mundo da música. Neste ano, o trio, conhecido pelos hits A dor desse amor e Ela não está aqui, retornou ao mercado com o EP Um novo tempo.

O álbum, sucessor de KLB 3D, traz quatro canções inéditas, compostas por Kiko, e uma versão. "Não terminamos o grupo, só ficamos focados em projetos paralelos. Em 2011, chegamos a lançar um disco, mas que acabamos não trabalhando. Agora como a gente resolveu retomar a carreira de uma forma forte, assim como quando começamos, estamos nos dedicando ao EP", afirma Bruno em entrevista ao Correio.

Leia mais notícias em Diversão & Arte

O estilo do disco é o mesmo já apresentado pelo grupo: o pop romântico. "É claro que tem algumas mudanças porque nós temos 14 anos de estrada e isso acaba criando uma maturidade. É uma evolução natural, que dá para ver nitidamente neste trabalho", comenta Bruno. O primeiro single é Vão passando os minutos, que já está disponível na internet.



Com a divulgação do EP, o grupo deve entrar em turnê pelo Brasil em breve. Mesmo assim, eles não pretendem deixar os projetos paralelos de lado. Segundo Bruno, ele permanecerá lutando profissionalmente. "Não vou parar, me faz bem. Eu sempre treinei, antes mesmo de virar lutador, então assim que der uma folga no KLB voltou a lutar", revela o artista.

Relembre os sucessos do KLB

A dor desse amor


A cada dez palavras

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.