SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Gente da cidade: morador de Brazlândia, Alacir Neves lança décimo longa

No novo filme, 'No caminho de Muquém', o diretor conta história de superação entre encontros e desencontros

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/10/2016 07:03 / atualizado em 08/10/2016 16:21

Mateus Moura/Divulgação

Antônio Caraúba é pai, nordestino e morador de Brazlândia. Certo dia, ele se viu numa situação trágica: a filha, Franciele Carnaúba, foi atropelada e ficou em estado de coma no hospital. Antônio então fez uma promessa para Nossa senhora da Abadia: iria a pé até  Muquém (GO) em troca da saúde da filha. Essa é a história contada por Alacir Neves, em seu novo filme, No caminho de Muquém.

A jornada de três dias do protagonista é recheada de encontros incomuns, como a caminhada ao lado de um grupo de lavadeiras e com uma garota fugindo de casa. Encontros que o mantêm forte e determinado para atravessar 260km em direção ao destino final.

Foram seis meses de gravação, nos fins de semana, e três anos de produção. O diretor e roteirista trabalha também como conversor de VHS em Brazlândia, e a inspiração veio deste segundo ofício: “Estava trabalhando em algumas fitas de romeiros que viajavam até a festa do Muquém, daí tive a inspiração para a história”.

O filme movimentou a comunidade de Brazlândia. Além de participarem ativamente do filme como parte do elenco, também movimentaram o orçamento. A arrecadação se deu por eventos, como feijoadas e galinhadas, e com a ajuda de amigos e igrejas da região, como o Santuário Menino Jesus e a Igreja Padre Bernardo.

Atores

Com poucos recursos, os atores foram todos voluntários, inclusive o protagonista, interpretado por Marcelino Cinclaer, e a Franciele, interpretada por Carolina Batista. Grande parte dos outros atores vieram do projeto Gente de cinema, do próprio Alacir.

O projeto existe há quatro anos e promove oficinas de atuação para a comunidade. Segundo Mateus Moura, ator e diretor do conselho fiscal do Gente, muitas das pessoas que participam das oficinas também fazem os filmes de Alacir. “Os atores são padeiros, funcionários públicos, professores… Pessoas da comunidade”, afirmou.

Esse é o décimo segundo filme de Alacir em 30 anos. No caminho do Muquém teve sua primeira exibição na última sexta-feira, no auditório do Centro de Ensino Médio 1, em Brazlândia. A próxima  está prevista para o Teatro da praça, em Taguatinga, ainda sem data confirmada.

» Saiba mais | Nossa Senhora

Muquém fica a 50 km de Niquelândia (GO) e reúne anualmente, cerca de 200 mil pessoas nas duas semanas de celebração da Nossa Senhora da Abadia de Muquém. A celebração acontece em agosto há 268 e é a mais antiga do estado. Fiéis de todo o Brasil vão à cidade para pagar promessas ou para agradecer e pedir graças à Nossa senhora. Os romeiros fazem o percurso de 45km com a imagem de Nossa Senhora da Abadia saindo de Niquelândia seguindo pela Rodovia da Fé, fazendo o percurso com início na Igreja Matriz da Paróquia São José, passando pela Paróquia Nossa Senhora da Abadia e terminando no Santuário de Muquém.

12 
Quantidade de filmes dirigidos por Alacir Neves, diretor de Muquém

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade