SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Revista cultural piauiense tem lançamento em Brasília

'Revestrés' difunde e mistura a cultura do Piauí para o resto do mundo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/11/2016 07:32

Revestrés/divulgação

Nascida de uma inquietação do professor de literatura Wellington Soares e do publicitário André Gonçalves, a revista Revestrés chega a sua 27ª edição, contemplando a cultura do Piauí e difundindo a produção artística pelos quatro cantos do país. Como prova, o lançamento da nova edição será hoje em Brasília, no auditório da Livraria Sebinho às 18h30.

Já em seu quarto ano, a revista bimestral reúne longas entrevistas com personagens como Ferreira Gullar, Ziraldo e a escritora Ana Miranda, ensaios fotográficos e outras formas de arte, como poemas. Na edição que será lançada hoje, o entrevistado é o poeta e professor Cineas Santos.

Wellington Soares explicou que criou a revista para se reinventar. “Eu tinha acabado de sair da organização do Salão do Livro do Piauí, onde trabalhei por 10 anos, então queria me reinventar, fazer outra coisa dentro desse campo cultural. Foi quando eu procurei o André Gonçalves. Nós fizemos uma pesquisa no mercado editorial de Teresina e praticamente não existia revista no mercado cultural. Daí, nós metemos a cara, não tínhamos dinheiro, não tínhamos sede, mas começamos a nos reunir numa livraria de Teresina, a Anchieta, e lá a revista foi criada”.

Descrédito
A entrevista da primeira edição foi com Assis Brasil, escritor, membro da Academia Piauiense de Letras e único autor do estado a sobreviver de literatura, segundo Wellington. A estreia foi bem, mas provocou descrédito entre alguns céticos. “Disseram que só ia durar até a sexta edição, porque geralmente é o tempo que as revistas duram no nosso estado. Chegamos na 27ª e aí estamos sobrevivendo”, afirmou Wellington.

Desde então, a revista tem ganhado espaço no mercado editorial nacional e vencido prêmios, como o Prêmio Piauí de Reportagem, por dois anos seguidos. Com tiragem de 2 mil exemplares, a revista começa a chegar em vários locais do país, com lançamento já realizado no Rio de Janeiro e um evento marcado em São Paulo.

A equipe é formada por jovens jornalistas, os dois criadores e muitas contribuições de escritores, como Inácio Loyola, Bruna Lombardi, Alberto da Costa e Silva e Alice Ruiz.

Segundo Wellington Soares, a parte mais marcante foi mostrar a produção cultural piauiense para o resto do país. “Importante foi revelar a faceta luminosa do Piauí, do ponto de vista cultural, a riqueza cultura do nosso estado e, ao mesmo tempo, ligar o nosso estado ao Brasil, ao mundo, fazer essa ponte. Aquela coisa de todo mundo junto e misturado, o Brasil não conhece o Brasil, o Nordeste não conhece o Nordeste.”

Revestrés
Lançamento da 27ª edição da revista.
Sebinho (CLN 406 Bloco C Loja 44). Hoje, às 18h30. Entrada franca. Classificação indicativa livre. Informações 3447-4444.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade