SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Músico e poeta canadense Leonard Cohen morre aos 82 anos

Cohen havia lançado sua última obra, You want it darker, em outubro; no disco, falava de vários assuntos que permearam o trabalho artístico dele, como religião e morte

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/11/2016 00:33 / atualizado em 11/11/2016 01:10

Leonardo Meireles

AFP / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Mike Lawrie

 
Ao completar 82 anos, em 21 de setembro, Leonard Cohen deu uma entrevista à revista New Yorker dizendo que estava pronto para morrer. A vida aceitou o pedido de um dos maiores gênios da música com rapidez. Nesta quinta-feira (10/11), a gravadora do músico canadense anunciou a notícia. "É com profunda tristeza que informamos que o lendário poeta, músico e artista Leonard Cohen morreu. Nós perdemos um dos visionários mais reverenciados e prolíficos da música. Um serviço memorial será realizado em Los Angeles nos próximos dias. A família pede privacidade durante seu tempo de dor."
 
 
 
Cohen havia lançado sua última obra, You want it darker, em outubro. No disco, falava de vários assuntos que permearam o trabalho artístico dele, como religião e morte. Na faixa título, por exemplo, canta com a voz grave e marcante que o fez famoso: "Se você é o negociante, deixe-me sair do jogo / Se você é o curandeiro, eu sou quebrado e coxo / Se tua é a glória, a minha deve ser a vergonha / Você quer isso mais escuro? / Estou pronto, meu Senhor".
 
 
Leonard Norman Cohen nasceu em 21 de setembro de 1934, em Westmount, no Canadá. Recebeu prêmios como músico e como escritor. Ele, aliás, era cotado para receber o Nobel de Literatura este ano, premiação dada a outro músico, Bob Dylan. Lançou 14 discos em mais de 40 anos de carreira, mas a vida artística dele começou na literatura. Ao todo, escreveu cinco livros, entre romances e poesias. Na música, ficou conhecido por transitar entre o folk e o jazz, com uma interpretação própria — a voz rouca — e letras profundas. Nascido em uma família judaica de classe média, perdeu o pai, o comerciante Nathan Cohen, quando tinha 9 anos. Sempre esteve interessado em música, literatura e poesia enquanto estudava.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade