Velozes e Furiosos 8 traz de volta a equipe de Dom Toretto aos telões

Franquia estreia nesta quinta-feira nos cinemas brasileiros

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 13/04/2017 07:35

Reprodução/Internet

Pela oitava vez, os cinemas terão muita velocidade e ação de alta octanagem no novo Velozes e furiosos. A trama mais recente, de acordo com detalhes dados pelo ator Vin Diesel, que interpreta o durão Dominic Toretto desde o primeiro filme, faz parte de um novo arco narrativo da franquia, confirmada até o décimo filme.


A história conta com uma surpresa, tendo Dom, ícone dos filmes, misteriosamente como antagonista para sua equipe e família, que ele constantemente relembra ao expectador ao correr pelas tramas.

Até hoje, os filmes arrecadaram aproximadamente US$ 3,89 bilhões em todo o mundo, sendo Velozes e furiosos 7, lançado em 2015, o longa de maior bilheteria da saga até hoje, com cerca de US$ 1,5 bilhão.

A sétima sequência contou com uma emocionada despedida ao ator Paul Walker, que interpretava Bryan O’Conner, um dos protagonistas. O artista morreu aos 40 anos, em 2013, num acidente de carro na Califórnia. Vin Diesel ainda comenta, com saudade do colega de trabalho e amigo pessoal: “Não havia um dia ou uma cena sequer em que não tivesse Paul comigo”.

A oitava produção fará parte de uma trilogia, que contará uma única história envolvendo tanto personagens mais antigos como Dom (Vin Diesel), Letty (Michelle Rodriguez) e Roman (Tyrese Gibson), quanto novos, como Cipher (Charlize Theron) e o misterioso Sr. Ninguém, interpretado por Kurt Russell e introduzido à saga no último filme.

Quem também faz uma participação no filme é a consagrada atriz inglesa Helen Mirren, vencedora de um Oscar por interpretar a rainha da Inglaterra em A rainha (2006),  num papel “genial que preenche alguns furos na trama”, segundo Vin Diesel, em uma entrevista para o programa Today, da NBC.



A produção é dirigida por F. Gary Gray, que também dirigiu o filme Straight outta Compton: a história do N.W.A. (2015). Ele havia trabalhado com Jason Statham (Deckard Shaw) e Charlize Theron (Cipher) anteriormente em Uma saída de mestre (2003) e com Vin Diesel em O Vingador (2003). Em uma entrevista para o site Coming Soon, ele conta das dificuldades em filmar as cenas de ação e perseguição nas diversas locações. “Se você for pensar em filmar em Cuba, que não tinha a infraestrutura para acomodar a quantidade de pessoas que levamos, imagine como é lidar com carros de corrida indo a mais de 160 quilômetros por hora nas ruas de Havana,” explica. “Em Nova York, foi complicado também. É difícil por causa de todas as permissões, ruas fechadas e a Times Square. Mas valeu muito apena.”

Além de Nova York e Havana, as intensas sequências de ação do filme passam também pela Islândia, onde os carros esportivos dividem espaço com veículos militares e um submarino sobre o gelo, como pode ser visto em uma cena do trailer.

É esperado que a estreia mundial de Velozes e furiosos 8 alcance uma arrecadação entre US$ 380 milhões e US$ 400 milhões, aproximadamente, batendo o filme anterior, até então o recordista da franquia.

Memória da franquia Velozes e furiosos

Velozes e Furiosos (2001)
No primeiro filme, Vin Diesel é Dominic Toretto, um chefe de gangue de corridas de rua que é investigado pelo policial  Brian O’Conner, interpretado por Paul Walker. O filme foi inspirado pelo artigo Racer X, escrito pelo estadunidense Ken Li sobre corridas de rua no país.

+ Velozes Furiosos (2003)
Na sequência, o ex-policial Brian O’Conner é encontrado participando das corridas de rua e acaba sendo forçado a se infiltrar no crime organizado de Miami. Ao contrário do sucesso feito pelo primeiro filme, Velozes Furiosos não foi um filme muito aclamado pela crítica.

Velozes e Furiosos: Desafio em Tóquio (2006)

Emplacando como terceiro filme da franquia, foi o único da franquia que a não ter uma participação maior de Paul Walker ou de Vin Diesel, que aparece apenas ao final da trama.

Velozes e Furiosos 4 (2009)
O quarto filme da franquia marca o retorno de Brian O’Conner a Los Angeles, ainda como um policial federal, além de seu reencontro com a família Toretto, faturando mais de US$ 70 milhões em seu final de semana de abertura.

Velozes e Furiosos 5: Operação Rio (2011)

A trama acaba sendo levada ao Rio de Janeiro, onde personagens que haviam tido contato direto anteriormente como Han, Tej e Roman, se reúnem, formando a equipe de Dom pela primeira vez.

Velozes e Furiosos 6 (2013)
Pulando para outro continente, a família de Toretto enfrenta em Londres a equipe de Owen Shaw numa dinâmica de rivalidade, devido às similaridades entre os dois times.

Velozes e Furiosos 7 (2015)
Marcando como o último filme da franquia com a presença real de Paul Walker, a trama se despede do ator com uma emocionada homenagem ao final, recapitulando alguns dos mais icônicos momentos.

 

* Estagiário sob a supervisão de Igor Silveira

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.