Poetisa brasiliense lança guia para quem quer começar na poesia

Marina Mara também lançou um aplicativo de celular que mapeia a poesia no Brasil.

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 04/05/2017 07:20

Larissa Barbosa/Divulgação

 

Marina Mara sonhava em fazer um site com o mapa da poesia no Brasil. Começou a pesquisa há uma década e, este ano, deu um F5 no sonho. As tecnologias mudaram e Marina atualizou o projeto: criou um aplicativo, sem deixar de lado a ideia do site. O Poemap – O mapa da poesia no Brasil será lançado hoje no objeto encontrado com o livro Profissão Poeta – Um guia prático e amoroso sobre viver de poesia. Os dois formam uma espécie de caminho a seguir para quem quiser se embrenhar no mundo da edição, publicação e circulação da poesia no Brasil.



No livro, Marina aponta as oportunidades disponíveis no mercado. “Não são tantas, mas existem”, avisa. “O livro é um caminho das pedras para a formação de público e para viver da própria arte. É um aparato que vai ajudar a realizar o sonho de ter um livro e de ser lido”, garante. A poeta ensina como organizar e viabilizar projetos tanto no universo das políticas públicas, como o Fundo de Apoio à Cultura (FAC) e os editais de captação, quanto no mundo as iniciativas independentes, caso do crowdfunding e da publicação sob demanda.

Marina  percorreu praticamente todos os caminhos sugeridos no guia. “Sou macaca velha da poesia e ativista lírica nata”, brinca. Aos 38 anos, a poeta nascida em Taguatinga é uma das referências da poesia brasiliense. Para dar mais leveza ao livro – afinal, há toda uma burocracia na criação e viabilização de projetos –, a poeta inseriu pequenos poemas na introdução de cada capítulo. São versos já conhecidos do público, mas que ajudam a mergulhar em temas como políticas públicas, tecnologia, edição e publicação. “Apesar de trazer assuntos às vezes de difícil compreensão, como dedução fiscal e captação, coloco tudo de forma fluida, como se fosse uma conversa de bar”, compara.

 

Arquivo Pessoal

 

Desenvolvido em parceria com o Media Lab da Universidade de Brasília (UnB) e sob coordenação da professora Suzette Venturelli, o aplicativo pode ser baixado gratuitamente e vem com uma versão em e-book de Profissão poeta. No total, Marina listou 10 mil pontos de poesia no Brasil, incluindo todas as bibliotecas públicas do país, mais de 2 mil escritores, livrarias e editoras. Para viabilizar os dois projetos, a poeta contou com R$ 100 mil do Fundo de Apoio à Cultura (FAC). A gratuidade é uma forma, segundo ela, de devolver à sociedade a verba pública concedida pela secretaria de Cultura do DF. Quem não quiser baixar o aplicativo pode acessar as mesmas informações no site www.poemap.com.br. A mensagem otimista é que viver de poesia não é fácil, mas pode ser possível.

Profissão poeta – Um Guia Prático e Amoroso sobre Viver de Poesia
De Marina Mara. Edição independente, 80 páginas. R$ 20; Poemap — O mapa da poesia no Brasil; Lançamento hoje, às 19h, no Objeto Encontrado (CLN 102, Bloco B)

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.