Tendências do Emmy: Premiação aposta em estrelas do cinema e séries novas

Edição deste ano será uma grande celebração aos artistas consagrados no cinema que agora encontram espaço na televisão

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 16/07/2017 07:30

Netflix/Divulgação

Se a primeira impressão é a que fica, tem muito produtor de série rindo à toa desde que foram anunciados os indicados à 69ª edição do Emmy Award, na última quinta-feira. Isso porque chamou a atenção o número de nomeações a séries na primeira temporada. A boa safra de 2016/2017 foi reconhecida.


Na categoria de série dramática, das sete indicadas, cinco estão na primeira temporada: The crown, The handmaid’s tale, Stranger things, This is us e Westworld. Apenas, House of cards e Better call Saul já estavam na programação nas edições anteriores do prêmio.

Nomear ao prêmio novatas também ocorreu na categoria de melhor minissérie e telefilme —  das cinco produções indicadas, quatro estrearam nessa temporada, são elas: Big little lies, FEUD: Bette and Joan, Genius e The night of. Destas, apenas Fargo já era conhecida da academia anteriormente.

A 69ª edição do Emmy ainda será marcante para alguns atores e atrizes que, pela primeira vez, viram seus nomes entre os concorrentes ao prêmio final. Conhecido por Gilmore girls e Heroes, o ator Milo Ventimiglia estreia na premiação na categoria de melhor ator em série dramática pelo seu papel em This is us. Nas séries, também concorrem pela primeira vez Claire Foy, de The crown, indicada a melhor atriz em série dramática; e Donald Glover, que concorre na categoria de melhor ator de comédia por Atlanta. Entre as categorias de minissérie e telefilme estreiam no Emmy os atores Roberto de Niro, Reese Whiterspoon e Carrie Coon (Fargo), essa última também conhecida pela produção The leftovers.

Agora na tevê


Há alguns anos se tornou comum ver em produções televisivas atores e atrizes que ficaram consagrados nas telas de cinema. A 69ª edição do Emmy Award apontou a força dessa tendência. Nas principais categorias, a premiação nomeou mais de 10 artistas que ficaram famosos na telona e, agora, brilham na telinha.

Entre os melhores atores e atrizes em série dramática, comédia e minissérie e telefilme, a academia indicou nomes como Anthony Hopkins (Westworld), que ganhou o Oscar por O silêncio dos inocentes (1991); Jane Fonda (Grace and Frankie), que ganhou os prêmios Oscar de melhor atriz por Klute — O passado condena (1971) e Amargo regresso (1978); Nicole Kidman (Big little lies), estrela de produções como As horas (2002), De olhos bem fechados (1999) e Moulin Rouge! — O amor em vermelho (2001); Reese Whiterspoon (Big little lies), a eterna protagonista de Legalmente loira; e Susan Sarandon (FEUD: Bette and Joan), que esteve em longas como Thelma & Louise (1991).

HBO/Divulgação


Nas categorias de coadjuvantes também há atores consagrados do cinema disputando uma estatueta. São eles: Michelle Pfeiffer e Robert De Niro, por The wizard of lies; Regina King, por American crime; Laura Dern e Shailene Woodley, por Big little lies; Benedict Cumberbatch, por Sherlock Holmes; e Ewan McGregor, por Fargo.

Disputa acirrada


Com algumas séries de sucesso entre as indicadas, a 69ª edição do Emmy Awards promete uma disputa acirrada nas principais categorias. Quem desponta como favorita é a produção Westworld, que sem a concorrência de Game of thrones (que ficou de fora pela sétima temporada ter início apenas hoje) conseguiu ser nomeada a 22 categorias.

Destaque também para Stranger things e FEUD: Bette and Joan, que foram lembradas em 18 categorias, e a comédia Veep, que concorre em 17, incluindo melhor atriz de comédia para a protagonista Julia Louis-Dreyfus, queridinha da academia.

Os vencedores serão revelados na 69ª edição do Emmy Awards em 17 de setembro, com realização no Microsoft Theater, em Los Angeles. A apresentação ficará por conta de comediante Stephen Colbert, responsável pelo The late show with Stephen Colbert.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.