Ben Affleck nega que vai deixar de interpretar 'Batman'

O ator desmentiu os rumores na Comic-Con Internacional 2017, neste sábado (22/7)

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 24/07/2017 10:44

AFP/Getty Images

 

Ben Affleck desmentiu, neste sábado, as especulações de que ele tinha filmado seu último filme como Batman, dizendo aos fãs que conta com o apoio da Warner Bros. para continuar interpretando o Caped Crusader.
 
A reação chega após rumores publicados na imprensa de entretenimento dos Estados Unidos de que o estúdio estava fazendo testes de elenco para substituir Affleck, de 44 anos, como intérprete do super-herói.
 
"Deixe-me ser muito claro - eu sou o cara mais sortudo do mundo", disse Affleck a uma multidão de 6.000 fãs no Comic Con de San Diego, na Califórnia.
 
"Batman é a parte mais legal (...) em qualquer universo, D.C., Marvel, é incrível. Estou emocionado de interpretá-lo", acrescentou.
 
Ele disse que depois de duas aparições como Batman na produtora D.C. Extended Universe da Warner, os chefes do estúdio Kevin Tsujihara, Sue Kroll e Toby Emmerich deixaram claro que o papel continuaria sendo dele.
 
"Eu acredito neles", disse Affleck, acrescentando que ele seria "um macaco no chão" para Matt Reeves, que deverá dirigir The Batmandepois de acertar com Planeta dos Macacos: A Guerra.
 
Affleck estava inicialmente programado para dirigir um filme de Batman e coescrever um roteiro, mas Reeves - que espera que este seja o início de uma trilogia - anunciou que este projeto tinha caído e que estava trabalhando em uma nova história.
 
Reeves revelou durante a turnê de promoção do Planeta dos Macacos em junho que ele estava planejando uma versão investigativa de Batman, influenciada pelo lendário diretor Alfred Hitchcock.
 
Affleck vai colocar a capa e o capuz no filme Liga da Justiça de Zack Snyder, que estreia em novembro. Ele compartilhou o palco na Comic Con com os coprotagonistas Gal Galot, Jason Momoa, Ezra Miller e Ray Fisher.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.