João Bosco estará em jam session do projeto Na Praia Cultural

Cinco shows de artistas consagrados como Paulo Sérgio Santos e Nilson Lima, além de instrumentistas da Brazilian Blues Band, estão entre atrações

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/08/2017 07:33 / atualizado em 09/08/2017 18:33

Olavo Virgilio / divulgação

 
Estilos musicais diversos podem ser apreciados nos shows desta quinta-feira em palcos espalhados por vários pontos da cidade. Nomes consagrados como o mineiro João Bosco e o carioca Paulo Sérgio Santos estão entre as atrações da programação, ao lado de artistas brasilienses Nilson Lima, André 14 Voltas, Madelon Cabral, Brazilian Blues Band e dos grupos Mesa para Três e Choro Livre André Martins Quarteto.
Ao se apresentar hoje, às 18h, no projeto Na Praia Cultural, o Mesa para Três, formado por Flávio Silva (piano), Daniel Castro (baixo) e Pedro Almeida (bateria), tem como convidados o cantor, compositor e violonista João Bosco, o trombonista Raul de Souza e a cantora sueca Kajsa Beijer. A ideia desse encontro é promover uma autêntica jam session, com os músicos improvisando em cima dos temas propostos.
João Bosco esteve recentemente na capital e, com o bandolinista Hamilton de Holanda, cumpriu temporada de quatro dias no Teatro da Caixa. Nesse show no Na Praia tem pela primeira vez a companhia de Raul de Souza e o seu trombone internacional. Eles serão recepcionados pelo Mesa para Três, que se destaca tocando em casas noturnas brasilienses.
Com presença marcante em projetos do Clube do Choro, Paulo Sérgio Santos é um clarinetista virtuoso, que brilha em carreira solo e como líder do Quinteto Villa-Lobos, premiado grupo de música de câmara. “No show pelo projeto comemorativo dos 40 anos do Clube do Choro, priorizo no repertório clássicos da obra de mestres da importância de Pixinguinha, Jacob do Bandolim, Radamés Gnattali, K-Ximbinho, Sivuca, Abel Ferreira e Laércio de Freitas”, anuncia. 
Ele  será acompanhado pelo grupo Choro Livre, formado por Henrique Neto (violão 7 cordas), George Costa (violão 6 cordas), Márcio Marinho (cavaquinho) e Valério Xavier (pandeiro).
Um quinteto, liderado pelo sasaxofonista André Martins e que tem em sua formação Nailton Vieira (guitarra), Ancleves Moreira (baixo) e Stive Marta (bateria) toca standars de jazz e da bossa nova e fusões rítmicas, com muito improviso, ao Buraco do Jazz, projeto que ocupa o gramado do Complexo Cultural da Funarte, hoje, a partir das 19h. 
O blues dá o tom na edição de hoje do Q Cultural, projeto que ocupa o estacionamento da Quadra 6 do Setor Comercial Sul, em frente ao Pátio Brasil. Quem abre os trabalhos é o Delta Boy Walt, responsável por performance visceral. Em seguida, entra em cena a festejada Brazilian Blues Band, com 20 anos de carreira. O projeto conta, ainda, com a participação dos DJs Chicco Aquino e Nagô.


Roteiro do som

Na Praia Cultural – Grupo Mesa para Três, com João Bosco, Raul de Souza e Kajsa Beijer como convidados. Na Orla Norte do Lago Paranoá. Os ingressos custam R$ 20 e R$ 10 (meia entrada). Não recomendado para menores de 16 anos.

Clube do Choro – 40 Anos – Clarinetista Paulo Sérgio Santos, acompanhado pelo o Choro Livre, no Espaço Cultural do Choro. Ingressos: R$ 40 e R$ 30 (meia para estudantes). Não recomendado para menores de 14 anos.

Buraco do Jazz –  André Martins Quarteto, hoje, às 20h, no gramado do Complexo Cultural da Funarte (Eixo Monumental). Entrada franca. Classificação indicativa livre.

Q Cultural – Delta Boy Walt e Brazilian Blues Band, no estacionamento da Quadra 6 do Setor Comercial Sul, em frente ao Pátio Brasil. Entrada franca. Classificação indicativa livre.

Noite Brega – Nilson Lima, André 14 Voltas e Madelon Cabral, no Feitiço Mineiro (306 Norte). Couvert artístico R$ 25. Não recomendado para menores de 14 anos.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.