Henri Castelli é multado pelo Ibama por tirar foto com peixe em extinção

Animal chamado de mero pode chegar a três metros de comprimento e 400 quilos e tem pesca proibida até 2023

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 15/08/2017 13:22

Instagram/Reprodução

O ator Henri Castelli foi multado em R$ 5 mil pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais) após publicar uma foto com um peixe em extinção. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do órgão ao Viver. Ele compartilhou um registro na praia, em cima de uma moto, com o animal na garupa. "Pra depois ninguém falar que é papo fiado. Taí a prova do dia!! #vidadepescadornãoéfácil", escreveu, na legenda do Instagram, recebendo diversas críticas por conta da imagem. 

Chamado de mero, o peixe pode chegar a cerca de 400 quilos e três metros de comprimento. A espécie Epinephelus itajara está em extinção, de acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN), e, por isso, teve a caça proibida no Brasil até 2023. A primeira portaria do Ministério do Meio Ambiente a colocá-la na lista de espécies ameaçadas foi publicada em 2002 e estendida em 2015. 

De acordo com a Lei de Crime Ambiental, a caça e venda ilegal de animais em extinção pode ocasionar multa, como ocorreu com o ator, e detenção de até três anos. O Viver tentou entrar em contato com a assessoria de imprensa de Henri Castelli, mas não obteve retorno. A imagem, publicada na sexta-feira (11), foi deletada após as críticas dos internautas. Em 2015, o ator foi condenado a pagar R$ 550 mil à Sociedade Teatral de Fazenda Nova depois de desistir de interpretar Jesus na Paixão de Cristo de Nova Jerusalém. 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.