Dado Dolabella é preso por não pagar pensão alimentícia

Segundo o delegado, Dado será encaminhado ainda nesta quinta para o sistema prisional de Bangu, na zona oeste do Rio de Janeiro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 17/08/2017 16:36 / atualizado em 17/08/2017 16:41

Antonio Chahestian/TV Record

Dado Dolabella foi preso nesta quinta-feira, 17, no Rio de Janeiro, por não pagar pensão alimentícia do filho de 7 anos, Eduardo Neves Dolabella, fruto de seu relacionamento com Fabiana Vasconcelos Neves. De acordo com a polícia, ator tem dívida de mais de R$ 196 mil.


Os policiais da 11ª DP (Rocinha) chegaram pela manhã no apartamento do ator em Copacabana, na Zona Sul da cidade, e permaneceram no local das 9h às 13h, mas, segundo os agentes, ninguém atendeu. Dado saiu do apartamento após achar que as autoridades tinham ido embora, sendo preso em seguida, sem apresentar resistência. 

No mandado de prisão, consta que Dado deve a quantia exata de R$ 196.397,54 de pensão alimentícia, valor acumulado em quase dois anos. A Polícia Civil enviou comunicado sobre a prisão do ator: "O delegado Antônio Ricardo Lima Nunes, titular da 11ª DP (Rocinha), confirmou que foi cumprido, nesta quinta-feira (17), o mandado de prisão contra o ator Carlos Eduardo Bouças Dolabella Filho, conhecido como Dado Dolabella, por débito de pensão alimentícia.

Segundo o delegado, Dolabella foi preso em casa, na Zona Sul do Rio, e a ordem de prisão foi expedida pelo juiz Marco Antônio Cavalcanti de Souza, titular da Primeira Vara de Família, Regional da Barra da Tijuca. Antônio Ricardo informou, ainda, que o ator se encontra neste momento na delegacia da Rocinha, onde está sendo formalizado o cumprimento da Ordem Judicial. O ator será encaminhado para o Sistema Prisional de Bangu", diz o texto.

Dado Dolabella se manifestou sobre o assunto com a imprensa e se disse surpreso com a detenção. "Não sou mais contratado. Hoje sou um profissional autônomo. Não tenho mais renda fixa. Pago quando posso. Essa dívida é de acordo com um salário que eu não recebo mais", explicou. Segundo ele, "filhos são sempre prioridade" na sua vida e "ajuda o máximo que pode sempre". 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.